Divulgação/Warner

Mulher-Maravilha 1984 é a principal estreia de cinema da semana

Depois de meses de adiamentos, a tão esperada continuação de “Mulher-Maravilha” finalmente chega aos cinemas brasileiros nesta quinta (17/12). E seu sucesso ou fracasso pode determinar os rumos do próprio negócio cinematográfico. Com os cinemas europeus fechados e os EUA recebendo “Mulher-Maravilha 1984” simultaneamente em streaming, os desempenhos da América Latina e da Ásia ajudarão Hollywood a tomar decisões sobre suas próximas estreias, inclusive se elas acontecerão nos cinemas.

A produção conta com um bom empurrão da crítica internacional, que, com 88% de aprovação no Rotten Tomatoes, preferiu relevar eventuais problemas de roteiro – uma história que pretende ter significado maior do que sua pieguice entrega – para apontar que os cinemas precisam de mais filmes assim. Um lugar comum dito sobre o lançamento é que ele é “o que o público precisa neste momento”. De um lado, trata-se de um elogio à mensagem de esperança e o otimismo filmada por Patty Jenkins e estrelada por Gal Gadot e Chris Pine. Por outro, também se trata de um desejo pela volta dos blockbusters às telas grandes.

A programação da semana também inclui dois filmes brasileiros. Um deles é o terror “Terapia do Medo”, de Roberto Moreira, que traz Cleo Pires em dois papéis e os tópicos típicos do gênero, como irmãs gêmeas, uma delas traumatizada, visões de fantasmas, possessão, tratamento experimental, local isolado e um passado conveniente, até então desconhecido, que conecta a todos. O outro é “Querência”, de Helvécio Marins Jr., drama sertanejo sobre um cowboy (Marcelo Di Souza) que vive de bicos para se satisfazer participando de rodeios. Venceu o Jeonju Film Festival, na Coreia do Sul.

Para completar, ainda há um refugo, “A Mensageira”, que traz a ucraniana Olga Kurylenko (“007 – Quantum of Solace”) revivendo seus dias de Bond girl em cenas de ação e tiroteios, sob a ameaça distante de Gary Oldman (“O Destino de uma Nação”) em modo canastrão. Lançado direto na internet nos EUA (meses antes da covid-19), tem só 5% de aprovação no Rotten Tomatoes.

 

 

Mulher-Maravilha 1984 | EUA | 2020

 

 

Terapia do Medo | Brasil | 2020

 

 

Querência | Brasil | 2019

 

 

A Mensageira | Reino Unido | 2019