Divulgação/Disney+

Mark Hamill agradece O Mandaloriano por resgatar Luke Skywalker

Mark Hamill está terminando 2020 feliz da vida, graças a “O Mandaloriano” (The Mandalorian).

Duas semanas depois que a série do Disney+ (Disney Plus) ressuscitou Luke Skywalker, naquela que foi indiscutivelmente a participação especial mais legal do ano, o ícone de “Star Wars” foi às redes sociais para expressar sua felicidade e gratidão aos produtores executivos Jon Favreau e Dave Filoni.

“Às vezes, os maiores presentes são os mais inesperados e algo que você nem sabia que queria até que foi dado”, Hamill tuitou, adicionando “#ThankYouJonAndDave” e uma imagem de Luke Skywalker no episódio.

Nos momentos finais da 2ª temporada de “O Mandaloriano” – exatamente quando parecia que os mocinhos seriam exterminados sem cerimônia por um pelotão de Dark Troopers – um solitário X-Wing entrou no hangar da nave imperial de Moff Gideon. Seu piloto desceu coberto por um manto, mantendo sua identidade escondida, enquanto passou a enfrentar e eliminar Dark Trooper após Dark Trooper, usando um sabre de luz verde empunhado por uma mão enluvada. Quando este Jedi chegou à ponte onde Mando, a Criança e os demais se trancaram, ele ergueu o capuz para revelar o rosto do jovem Luke Skywalker (Hamill) da época de “O Retorno de Jedi” (1983).

Jon Favreau confirmou que o próprio Hamill participou do momento memorável (embora outro ator, Max Lloyd-Jones, tenha servido como dublê das cenas de ação de Luke). “Ter Mark Hamill no set de filmagem para, usando a tecnologia que tínhamos disponível, rejuvenescê-lo para que parecesse como nos filmes antigos – e manter isso em segredo – foi muito especial”, disse Favreau.

O próprio Hamill se maravilhou com a falta de vazamentos da sua participação e o impacto causado nos fãs. “O fato de termos conseguido manter meu envolvimento em segredo por mais de um ano, sem vazamentos, é nada menos que um milagre. Um verdadeiro triunfo para quem odeia spoiler em todos os lugares!”, ele escreveu no Twitter.