Divulgação/DC Comics

HBO Max estuda lançar séries internacionais da DC Comics

A WarnerMedia estuda usar séries regionais baseadas em quadrinhos da DC Comics para ajudar a lançar a plataforma HBO Max no mercado internacional.

Casey Bloys, diretor de conteúdo da HBO e da HBO Max, revelou que está explorando a possibilidade de encomendar séries relacionadas à DC fora dos Estados Unidos, tendo com base a vasta biblioteca de títulos da editora.

“Vamos trabalhar para ver o conteúdo da DC em outros países fora dos Estados Unidos”, disse ele na conferência virtual Web Summit.

Bloys, que assumiu a programação do serviço de streaming em agosto, acrescentou: “Um dos grandes temas por trás da união de forças da HBO Max foi quebrar os nichos entre HBO, Warner Bros, TBS e TNT. Eu diria que outro nicho é o internacional. ”

A HBO vem produzindo séries originais na Europa, América Latina e Ásia há vários anos, incluindo sucessos brasileiros como “O Negócio”, “Mandrake” e “Magnífica 70”.

“Uma das coisas que vamos fazer com a Max é que todas as nossas produções internacionais irão eventualmente viver na plataforma e vamos fazer um trabalho muito melhor de coordenação entre todo o pessoal da programação na Europa, América Latina e Ásia. Portanto, se houver algo que estamos desenvolvendo que tenha um apelo internacional real, poderemos destacar isso”, acrescentou o executivo.

O mesmo bate-papo reforçou os planos da empresa para implantar o serviço HBO Max na Europa e na América Latina em 2021.

“Vamos e precisamos ser um serviço global. É imperativo alcançar esta escala”, disse o chefe do departamento Global da HBO Max, Andy Forssell. “O plano é estar em 190 países. Então, é apenas um questão de definir a velocidade em que poderemos fazer isso.”

Sobre a possibilidade da HBO Max lançar uma série de herói brasileiro da DC, ela é mais concreta que muitos imaginam. Em desenvolvimento para a rede americana The CW, a série “Wonder Girl”, focada em Yara Flor, a Mulher-Maravilha brasileira, pode ser disponibilizada no país com exclusividade na plataforma de streaming – e até ser coproduzida por algum estúdio nacional.