Divulgação/Netflix

Feel Good: Série LGBTQ+ aclamada vai acabar na 2ª temporada

A Netflix renovou a comédia dramática “Feel Good” para a 2ª temporada, que também será a última da série de temática LGBTQ+.

Primeira série criada e estrelada pela comediante canadense Mae Martin, “Feel Good” estreou em março com críticas extremamente positivas. A 1ª temporada tem nada menos que 100% de aprovação no site Rotten Tomatoes.

Martin, que já teve seu próprio especial de stand-up na Netflix, estrela a série como uma versão dela mesma, uma jovem comediante canadense chamada Mae, que encontra o amor em Londres após uma apresentação de stand-up. Ela se vê envolvida com outra mulher previamente heterossexual e com vergonha de se assumir. Conforme o relacionamento progride, ela vai se abrindo, fazendo revelações sobre sua vida, como o fato de ter passado um tempo na prisão, enfrentar problemas com a família e precisar ir a reuniões de narcóticos anônimos para lidar com o vício em drogas e álcool.

O elenco destaca Charlotte Ritchie (“Call the Midwife”) como a namorada chamada George, além de Adrian Lukis (“Judy”) e Lisa Kudrow (“Friends”) como os pais fictícios da comediante.

“Estou muito empolgada em poder retornar ao mundo de ‘Feel Good’ e ver a história de amor de Mae e George chegar até a dramática conclusão que sempre planejamos”, disse Martin em comunicado. “Estou profundamente ligada a esta história e sou muito grata por voltar a trabalhar com a incrível equipe da Objective Fiction e nosso elenco hilariante. Tendo passado a maior parte de 2020 falando apenas com minha chaleira e minha televisão, enquanto assistia ao mundo queimar na internet, e estou eufórica por poder estar novamente perto de outros seres humanos. Ver as minhas piadas idiotas e de Joe Hampson ganhar vida é o paraíso. Obrigado, Netflix!”

Citado por Martin, Joe Hampson é coautor da série. Os dois escreveram todos os seis episódios da 1ª temporada e vão repetir a dose no segundo ano.

A 1ª temporada foi uma co-produção com o Channel 4 do Reino Unido, mas a versão final será exclusiva da Netflix.

Além disso, apesar da série estar com os dias contados, a Netflix já está desenvolvendo um novo projeto com a produtora Objective Fiction, criada por Martin.