Instagram/Ryan Reynolds

Ryan Reynolds fez 400 vídeos de agradecimentos para equipe de seu novo filme

Quando revelou ter encerrado as filmagens de “Red Notice”, nova comédia de ação da Netflix, Ryan Reynolds (o Deadpool) informou que, para realizar a produção, “mais de 300 almas” precisaram viver “em uma bolha”, afastados da família para evitar o contágio de coronavírus.

“Esse sacrifício não é só deles, mas também de seus familiares, amigos e entes queridos que não os veem há meses”, ele acrescentou, num post feito há quase um mês no Instagram.

O que o ator não disse – e que o site The Hollywood Reporter acaba de descobrir – é que ele gravou cerca de 400 vídeos para as famílias, amigos e entes queridos dos membros da equipe, que estavam “sequestrados” pela produção.

Contatado pelo THR, Reynolds confirmou o gesto de gratidão e acrescentou que, para quem não tinha família, “fiz vídeos para os cães deles”. “O moral estava tão baixa porque todos estavam presos. Eles não podiam ir a lugar nenhum a não ser ao trabalho ou ao hotel. Em alguns casos, suas famílias estavam em casa a menos de um quilômetro de distância. Não consigo imaginar esse tipo de separação. ”

Ele admite que filmar “Red Notice” foi um esforço exaustivo, mas “valeu cada segundo”.

Assim que o filme terminou e todos estavam livres para voltar para casa, Reynolds ainda presenteou cada membro da equipe com uma garrafa de seu gin Aviation, junto com uma nota personalizada. “Excelente grupo de pessoas”, disse ele. “O que eles fizeram foi muito difícil.”

Trama de perseguição de ladrão de arte internacional, “Red Notice” foi escrita e dirigida por Rawson Marshall Thurber (“Família do Bagulho”) e também inclui em seu elenco Gal Gadot (a Mulher-Maravilha) e Dwayne Johnson (the Rock).

O filme deve ser lançado em 2021 em streaming.