Divulgação/Copperheart Entertainment

Possuída: Terror cult de lobisomem adolescente vai virar série

O cultuado filme de terror “Possuída” (Ginger Snaps) vai virar série. A produtora do longa original, a canadense Copperheart Entertainment, juntou-se à Sid Gentle Films, produtora britânica de “Killing Eve”, para realizar a adaptação.

Lançado em 2000, o filme acompanhava duas irmãs adolescentes “alternativas” (vividas por Katharine Isabelle e Emily Perkins), que tinham que lidar com o fato de que uma delas foi contaminada por um lobisomem e começa a se transformar numa criatura sanguinária. Mas a maldição também aflora sua sexualidade e permite vingança contra os garotos e Patricinhas que a esnobavam.

Combinado terror, angústia adolescente e humor negro, “Possuída” virou sensação no circuito dos festivais do gênero, ganhando vários prêmios e elogios da crítica – tem 89% de aprovação no Rotten Tomatoes, o que é raro para um filme de temática sobrenatural.

A produção chamou tanta atenção que virou franquia, ganhando mais dois filmes – uma continuação direta e uma extrapolação com as atrizes originais, passada no Velho Oeste. A repercussão também foi ótima para a carreira dos envolvidos. As atrizes estão até hoje ligadas a produções do gênero. Perkins viveu Becky Rosen, a fã/esposa de Sam Winchester em aparições recorrentes na série “Supernatural”, enquanto Isabelle estrela atualmente a série “The Order”, com destino indefinido na Netflix.

Mas o grande destaque ficou com o diretor-roteirista John Fawcett, que depois de “Possuída” ganhou a chance de criar sua primeira série. Foi simplesmente “Orphan Black”, o maior sucesso do canal pago BBC America até a estreia de “Killing Eve”.

Fawcett também está por trás do projeto da série de “Ginger Snaps” (título original). Ele é um dos produtores principais da atração em potencial, que terá seu piloto escrito por Anna Ssemuyaba (da série “Guerilla”).

O projeto vai manter a premissa do filme, acompanhando a história das irmãs Ginger e Brigette, que são párias autodeclaradas em sua cidade natal. Inseparáveis ​​e fascinadas com o macabro, eles fazem um pacto para escapar de sua sonolenta casa suburbana aos 16 anos ou então tirar a própria vida. Mas na noite de sua primeira menstruação, Ginger é atacada e infectada por um lobisomem, o que desencadeia um tipo monstruoso de puberdade. Brigette não consegue entender essa nova versão de sua irmã, que é violenta e sexual. Enquanto uma trilha de sangue começa a se formar no rastro de Ginger, Brigette deve encontrar uma maneira de conter os novos desejos de sua irmã ou arriscar perdê-la para sempre.

“Há muito tempo sou um fã do original brilhante. É o tipo de história distorcida, provocativa e descontroladamente divertida que amamos na Sid Gentle”, disse a produtora associada Sally Woodward Gentle (de “Killing Eve”) em comunicado sobre o piloto. “Já se passaram 20 anos desde que o mundo foi apresentado à icônica adolescente lobisomem e mal podemos esperar para reintroduzi-la para novos fãs de terror já dedicados e ansiosos.”

“Nós amamos ‘Killing Eve’ e seu tom de humor negro e forte perspectiva feminista estão muito alinhados com o que estávamos fazendo com os filmes de ‘Ginger Snaps’”, disse Steve Hoban, sócio de Fawcett na Copperheart Entertainment. “E agora, a combinação de Anna, John e esta incrível equipe de produção, em ambos os lados do Atlântico, é a alquimia perfeita para transformar ‘Ginger Snaps’ em uma nova série impressionante.”

“O que poderia ser mais socialmente relevante nos dias de hoje que lançar a série de ‘Ginger Snaps’?”, acrescentou Fawcett. “Para mim, esta é a sequência definitiva de ‘Orphan Black’ e eu sei que esses fãs vão encontrar um novo amor com as icônicas Ginger e Brigette Fitzgerald. Anna Ssemuyaba é a escritora perfeita para nos ajudar a levar nossa história de terror nervosa e poderosa para a telinha. Mal posso esperar para dar uma grande mordida nisso!”

A agência Endeavor Content vai agora negociar o projeto com canais e plataformas interessadas.

Aproveite para lembrar o filme original com o trailer abaixo.