Divulgação/HBO Max

Meryl Streep fez novo filme de Steven Soderbergh em duas semanas e sem roteiro

O novo filme de Steven Soderbergh, “Let Them All Talk”, produzido para a plataforma de streaming HBO Max, foi realizado em apenas duas semanas e com uma equipe que contou, basicamente, só com o diretor e seu elenco.

O longa é estrelado por Meryl Streep (“Adoráveis Mulheres”), Dianne Wiest (“A Mula”) e Candice Bergen (“Do Jeito que Elas Querem”), que interpretam amigas de longa data que se reúnem em um transatlântico para um festival de conversas com piadas e lamentações.

Os primeiros detalhes sobre a produção do filme foram detalhados em uma conversa da revista Entertainment Weekly com o elenco, que revelou os curiosos bastidores minimalistas da produção.

“Eu disse [a Soderbergh] que ele iria estragar tudo para cada diretor, e cada designer de produção, e tudo mais, porque ele fez o filme inteiro por 25 centavos – eu sei que foi quanto fui paga”, disse Streep. “Depois, foi feito em duas semanas e foi uma viagem gratuita no barco” que serviu de cenário.

Bergen ponderou: “Eu acho [Soderbergh] o cineasta mais destemido e seu intelecto é tão penetrante. Ele estava fazendo o trabalho de câmera, então você meio que assistia seu cérebro bem atrás da câmera, girando como um pião. Foi muito interessante. E curto.”

E Wiest acrescentou que o filme foi rodado “sem equipamento”. “O único equipamento era o som. Steven segurou a câmera em uma cadeira de rodas e apenas filmou. Nenhuma das luzes e caminhões, todas aquelas coisas que costumam existir nos bastidores dos filmes, nada disso foi incluído na produção. Havia Steven e sua nova câmera.”

O estilo de cinema de guerrilha de “Let Them All Talk” foi reforçado pela falta de um roteiro, com Soderbergh entregando ao elenco os contornos básicos da história para que improvisassem os diálogos.

“Sensação de filme improvisado? Bem, sim, é, porque é ”, disse Streep. “Quero dizer, eles nos davam os esboços de uma situação, e então sabíamos aonde iríamos. Mas eles não nos disseram como chegar lá.”

O filme é inspirado em um conto da autora Deborah Eisenberg, que também marcou presença no set e recebe crédito de roteirista. “Ela estava sempre lá. Ela estava lá o tempo todo e era tão generosa que você podia perguntar qualquer coisa”, disse Wiest. “Ela dizia o que poderia acontecer a seguir e a lembraria, porque filmamos em sequência, o que foi outro presente incrível que Steven nos deu.”

“Let Them All Talk” também inclui Gemma Chan (“Capitã Marvel”) e Lucas Hedges (“Boy Erased”),e tem estreia programada para dezembro no serviço de streaming da Warner, ainda não disponível no Brasil.