Instagram/Jean-Claude Van Damme

Jean-Claude Van Damme salva vida de cachorrinho preso e condenado à morte

O ator Jean-Claude Van Damme salvou a vida de um filhote de chihuahua de três meses, que estava preso e condenado à morte na Bulgária, por ter entrado no país com um passaporte falso.

O astro de filmes de ação usou sua influência nas redes sociais para lançar uma campanha em nome do cachorrinho Reya, que foi vendido por seus criadores noruegueses em setembro. No entanto, o animal foi enviado com documentos falsos para os novos donos na Bulgária e acabou detido na fronteira.

Integrantes do governo da Noruega tentaram resgatar o pequeno Reya, mas os funcionários da Bulgária não deixaram, afirmando que o documento falso quebrou as regras rigorosas sobre transporte de animais vivos na União Europeia.

O destino do cachorro seria a eutanásia, mas Van Damme foi a luta. Desta vez, sem distribuir socos e chutes, mas apenas amor. Ele gravou um Stories em seu Instagram segurando seu próprio chihuahua de estimação, pedindo para que seus seguidores assinassem uma petição para salvar a vida de Reya. O astro é fã da raça e tem seu cachorrinho pelo menos desde 2011, quando posou para fotografias com ele ainda filhotinho.

“As pessoas que não fizeram o documento direito cometeram um erro. Mas eles não podem matar aquele chihuahua por conta disso”, disse o ator. “É o meu aniversário, e meu melhor presente é que vocês possam me ajudar assinando essa petição”, acrescentou.

Ele também divulgou a campanha no Twitter e seus esforços tiveram tanta repercussão que as autoridades da Bulgária concordaram em não sacrificar o animal nesta segunda (19/10). Em vez disso, irão colocá-lo para adoção.

Van Damme completou 60 anos no domingo (18/10).