Divulgação/Showtime

Como Se Tornar Uma Divindade na Flórida é cancelada após “renovação”

“Como Se Tornar Uma Divindade na Flórida” (On Becoming a God in Central Florida) se tornou a mais recente vítima da pandemia de coronavírus. O canal pago Showtime reverteu a encomenda da 2ª temporada, citando problemas de agendamento relacionados ao novo coronavírus. Assim, a série de comédia de humor negro estrelada por Kirsten Dunst foi cancelada após sua “renovação”.

O último episódio foi ao ar há um ano, em outubro de 2019.

“No ano passado, a Showtime renovou ‘On Becoming a God in Central Florida’, mas infelizmente, devido à pandemia, não pudemos avançar com a produção da nova temporada”, disse a Showtime em um comunicado. “A pandemia continua a desafiar os cronogramas de produção, e embora tenhamos feito todos os esforços para reunir o elenco e a equipe para uma 2ª temporada, a situação se tornou insustentável. É com grande pesar que estamos reconhecendo que ‘On Becoming a God’ não vai retornar. Estendemos nossos mais profundos agradecimentos à estrela e produtora executiva Kirsten Dunst, aos criadores Robert Funke e Matt Lusky, ao showrunner Esta Spalding e aos seus colegas produtores executivos George Clooney, Grant Heslov e Charlie McDowell, o elenco e equipe incríveis, e nossos parceiros na Sony Pictures Television”, completa a nota.

A 1ª temporada foi muito bem recebida pela crítica, com 85% de aprovação no Rotten Tomatoes, o que tinha estimulado o Showtime a renovar a atração antes do final de sua exibição. Mas vale lembrar que “On Becoming a God in Central Florida” estava sendo desenvolvida para o YouTube Premium, que mudou seu plano de negócios para fugir da guerra de streamings, abandonando o investimento em produções originais de ficção. Com isso, desistiu da série, que o Showtime acabou adquirindo para sua programação.

Criada pelos estreantes Robert Funke e Matt Lutsky, a história se passava na região de Orlando no início dos anos 1990 e era centrada em Krystal Gill (Kristen Dunst), uma funcionária de parque aquático com salário mínimo que busca se infiltrar dentro da Founders American Merchandise, um esquema de pirâmide patriótico e bilionário que levou sua família à ruína. Armada com seu charme e um plano de vingança, ela planejava chegar ao topo da pirâmide para destruí-la.

Além de estrelar, Kirsten Dunst (“Homem-Aranha”) dividia a produção com o astro George Clooney e Grant Heslov, donos da produtora Smokehouse Pictures – responsável, entre outros projetos, pela recente minissérie “Catch 22”.

O resto do elenco ainda destacava Théodore Pellerin (“Boy Erased”), Mel Rodriguez (“O Último Cara da Terra”), Ted Levine (“Monk”), a cantora Beth Ditto (“A Pé Ele Não Vai Longe”) e Alexander Skarsgård (“Big Little Lies”), numa participação com mullet.

“On Becoming a God” se junta a uma lista crescente de séries canceladas após serem “renovadas”, que inclui “GLOW”, “The Society”, “I Am Not Okay With This”, “I’m Sorry” e “Stumptown”.

A série era exibida no Brasil pela Globoplay com o título traduzido.