Divulgação/O2 Play

Volume Morto: Suspense brasileiro estreia no circuito drive-in

Com cinemas fechados por conta da quarentena na maioria dos estados, alguns lançamentos podem passar em branco. É o caso do suspense brasileiro “Volume Morto”, produção da O2 Filmes que entrou em cartaz em Manaus e chega ao circuito drive-in nesta sexta (21/8), em São Paulo (Cine Drive-In Morumbi e Cine Auto), Brasília (Cine Drive-In), Fortaleza (Imprensa Cine Drive-iN) e outros estados.

Escrito e dirigido por Kauê Telloli (diretor de “Eu Nunca”, mas mais conhecido como ator de “O Negócio”), a trama aborda a história de um menino que não fala nas aulas de inglês e, por isso, é apelidado de Volume Morto. Quando seus pais são convocados a irem à escola, algumas histórias vêm à tona.

A pouca variedade de ambientes e ausência do personagem central (o menino) contribuem para um tom teatral, que também reflete a falta de recursos – o longa foi rodado em apenas 9 dias – , apesar do resultado bastante profissional. Isto não impediu que sua exibição no Festival de Brasília do ano passado desse o que falar. O filme foi considerado polêmico por suposto menosprezo ao abuso infantil e violência contra mulheres.

O elenco destaca Fernanda Vasconcellos (“3%”) como professora, e Júlia Rabello (“Ninguém Tá Olhando”) e Daniel Infantini (“Toda Forma de Amor”) como os pais.

Veja o trailer e o pôster abaixo.