Divulgação/Atlantic Records

Clipe de Cardi B e Megan Thee Stallion rende quase 50 milhões de views e polêmica

A união das rappers Cardi B e Megan Thee Stallion no clipe de “WAP” está dando o que falar. O vídeo colorido, repleto de figurinos vistosos, curvas abundantes, iconografia sexual e participações especiais atingiu quase 50 milhões de visualizações em 24 horas.

Dirigido por Colin Tilley (que costuma assinar os clipes de J Balvin), “WAP” traz as duas artistas numa mansão, onde também estão Kylie Jenner, Normani, Rosalía, Mulatto, Ruby Rose e outras convidadas.

E foi a presença de Kylie Jenner, que surge por apenas 20 segundos vestida com estampas de leopardo, que rendeu a maioria dos comentários.

Entre os elogios à colaboração das rappers, os fãs lamentaram a inclusão da famosa, que costuma ser acusada de se apropriar da cultura negra. Uma petição até já apareceu no Change.org pedindo o lançamento de uma nova versão do clipe sem Jenner. E mais de 50 mil já assinaram!

Em mensagem sobre o vídeo nas redes sociais, Cardi B não comentou a polêmica, mas agradeceu a todas as convidadas. “Quero agradecer a todas as mulheres que fizeram parte do meu vídeo! O fato de vocês terem encontrado tempo nas suas agendas significa muito para mim! Foi muito importante para mim incluir mulheres diferentes, de raças diferentes e de origens diferentes, mas que são poderosas e influentes”.

A música com título de gíria sexual é o primeiro single do segundo álbum de Cardi B, ainda sem detalhes revelados, mas previsto para o fim deste ano. Lançado em 2018, o primeiro disco da rapper, “Invasion of Privacy”, estreou no topo da Billboard 200 e venceu o Grammy de Melhor Álbum de Rap.