blank

Warner desarma Hortelino Troca-Letras nos novos desenhos do Pernalonga

A nova série “Looney Tunes Cartoons”, que atualiza a Turma do Pernalonga para a era dos streamings, trouxe uma mudança significativa que reflete a atenção da Warner para as campanhas a favor do desarmamento.

Lançada com a plataforma HBO Max em 27 de maio, o novo “Looney Tunes” desarma o caçador do “toelho”, Hortelino Troca-Letras (Elmer Fudd, no original), que agora tenta pegar o Pernalonga sem sua tradicional espingarda. A mudança foi feita, de forma crítica, como reação ao aumento da violência armada nos EUA.

“Não vamos usar armas de fogo”, admitiu o produtor executivo e showrunner Peter Browngardt ao jornal New York Times. “Mas podemos mostrar a violência típica dos desenhos animados – como TNT, o material da Acme, tudo que faz parte dos desenhos clássicos.”

A intenção é manter a nova série fiel ao espírito dos curtas originais da Warner, mas refletindo as sensibilidades modernas. Isso significa que explosões de dinamite, balas de canhões antigos, armadilhas elaboradas, bigornas, cofres e pianos podem ser utilizados contra os personagens. Mas nada de tiros.

Segundo o produtor, a mudança não deixa os desenhos menos violentos, mas deixa de promover o uso de armas de fogo.

Além de Hortelino, os desenhos do Pernalonga incluem outro personagem que às vezes aparecia armado: o cowboy baixinho e barbudo Eufrazino Puxa-Briga (Yosemite Sam). Ele também teve que pendurar o coldre.

“Looney Tunes Cartoons” consiste, ao todo, de 80 episódios de 11 minutos de duração, disponibilizados para assinantes da HBO Max nos EUA.