Segunda Chamada: Moacyr Franco troca Programa Raul Gil pela série da Globo

O ator e cantor Moacyr Franco deixou o júri do quadro musical Shadow Brasil, do “Programa Raul Gil”, no SBT, para integrar o elenco da 2ª temporada de “Segunda Chamada” na Globo.

“O Raul eu parei, daqui até junho é só o seriado”, confirmou Moacyr ao site Na Telinha.

Ele já vinha deixando o cabelo crescer nos últimos meses para o personagem da série da Globo.

Apesar de ter passado a maior parte da carreira comandando programas de variedades e humor, Moacyr se reencontrou como ator nos últimos anos, inclusive vencendo um prêmio no Festival de Paulínia por seu desempenho no filme “O Palhaço” (2011), de Selton Mello.

Antes de ir para o “Programa Raul Gil”, ele já tinha feito a série “Ilha de Ferro”, na Globoplay.

Como não assinou contrato fixo no SBT, pôde trocar rapidamente de trabalho.

Ele estava desde o início do ano no Shadow Brasil ao lado de Luana Monalisa, Evandro Santo, Flavia Pavanelli e Caio Mesquita. O quadro é uma competição musical onde os candidatos se apresentam tendo o tempo de um minuto para impressionar os jurados, escondidos, mostrando apenas a silhueta no palco. Mas a produção de Raul Gil ainda não definiu se será mantido em 2020.

“Segunda Chamada”, por sua vez, é a série mais elogiada da Globo em 2019, o que lhe garantiu continuidade por mais um ano.

A série é uma criação de Carla Faour e Julia Spadaccini (roteiristas de “Chacrinha: O Velho Guerreiro”), com direção artística de Joana Jabace (“Filhos da Pátria”), e gira em torno de professores e estudantes de uma escola noturna de Ensino Médio em São Paulo. A trama aborda diversos problemas sociais atuais, de aborto clandestino aos imigrantes venezuelanos, ilustrados por uma coleção de alunos que não se vê na Escolinha do Professor Raimundo, incluindo mãe adolescente que leva bebê pra escola, prostituta que enfrenta bullying, crentes que condenam tudo, aluno traficante que leva arma pra aula e até travesti vítima de homofobia.

O elenco inclui Paulo Gorgulho (“O Matador”) como diretor da escola, Debora Bloch (“Justiça”), Hermila Guedes (“Paraíso Perdido”), Silvio Guindane (“1 Contra Todos”) e Thalita Carauta (“S.O.S.: Mulheres ao Mar”), como professores, além de uma grande diversidade de intérpretes de alunos, familiares, amantes e professores substitutos, incluindo Nanda Costa (“Entre Irmãs”), Carol Duarte (“A Vida Invisível”), Caio Blat (“Califórnia”), Marcos Winter (“Magnífica 70”), Otávio Müller (“Benzinho”), José Dumont (“Tungstênio”), Felipe Simas (“Os Dias Eram Assim”), Mariana Nunes (“Divino Amor”), Teca Pereira (“Trash”) e Linn da Quebrada (“Corpo Elétrico”), que rouba as cenas como a travesti da trama.