O Irlandês é eleito melhor filme de 2019 pela crítica dos EUA

A National Board of Review deu a largada na temporada de premiações por parte da crítica americana. A mais antiga associação de críticos, cinéfilos e acadêmicos dos Estados Unidos, que em 1930 inaugurou o hoje tradicional costume de criar listas de melhores do ano, divulgou sua seleção de melhores de 2019.

Dirigido por Martin Scorsese, “O Irlandês” foi o grande destaque da premiação. Eleito o Melhor Filme de 2019, também conquistou reconhecimento como Melhor Roteiro Adaptado, para o escritor Steven Zaillian, e ainda recebeu um “Icon Award”, prêmio especial que homenageou Scorsese e os astros Robert De Niro e Al Pacino, que atuam no longa-metragem.

O prêmio de Melhor Direção, porém, ficou com Quentin Tarantino por “Era uma Vez em… Hollywood”, filme que também rendeu troféu de Melhor Ator Coadjuvante para Brad Pitt.

Os demais prêmios de atuação foram divididos entre intérpretes de filmes diferentes. Adam Sandler foi eleito o Melhor Ator, por “Uncut Gems”, enquanto Renée Zellweger venceu como Melhor Atriz, por “Judy”. No domingo (1/12), ela também venceu o BIFA, premiação do cinema independente britânico, pelo mesmo papel – Zellwegger interpreta a também atriz Judy Garland (de “O Mágico de Oz” e “Nasce uma Estrela”) em seus últimos meses de vida. Por fim, Kathy Bates foi premiada como Melhor Atriz Coadjuvante por “O Caso Richard Jewell”.

No ano passado, a NBR elegeu “Green Book” como Melhor Filme. O longa acabou vencendo o Oscar. Mas, em outros anos, o favorito da NBR também experimentou tratamento oposto da Academia. O caso mais significativo foi “The Post – A Guerra Secreta”, de Steven Spielberg, vencedor da NBR em 2017, que não conquistou um único Oscar sequer – e nem sequer foi indicado na categoria principal da premiação.

Veja abaixo a lista completa dos premiados da NBR, que ainda incluem categorias como Melhor Animação, Filme Estrangeiro, Fotografia, Roteiro Original e Estreia na Direção, entre outras.

Melhor Filme: “O Irlandês”
Melhor Diretor: Quentin Tarantino (“Era uma Vez em… Hollywood”)
Melhor Ator: Adam Sandler (“Uncut Gems”)
Melhor Atriz: Renée Zellweger (“Judy”)
Melhor Ator Coadjuvante: Brad Pitt (“Era uma Vez em… Hollywood”)
Melhor Atriz Coadjuvante: Kathy Bates (“O Caso Richard Jewell”)
Melhor Roteiro Original: Josh Safdie, Benny Safdie, Ronald Bronstein (“Uncut Gems”)
Melhor Roteiro Adaptado: Steven Zaillian (“O Irlandês”)
Melhor Revelação: Paul Walter Hauser (“O Caso Richard Jewell”)
Melhor Estreia na Direção: Melina Matsoukas (“Queen & Slim”)
Melhor Animação: “Como Treinar seu Dragão 3”
Melhor Filme em Língua Estrangeira: “Parasita” (Coreia do Sul)
Melhor Documentário: “Maiden”
Melhor Elenco: “Entre Facas e Segredos”
Melhor Fotografia: Roger Deakins (“1917”)
Prêmio NBR Icon: Martin Scorsese, Robert De Niro, Al Pacino (“O Irlandês”)
Prêmio NBR de Liberdade de Expressão: “For Sama” e “Luta por Justiça”