Emilia Clarke revela brigas por cenas de nudez em Game of Thrones

A atriz Emilia Clarke disse ter sido pressionada a fazer cenas de nudez em “Game of Thrones” “para não decepcionar os fãs”. A atriz, que interpretou Daenerys Targaryen na série, revelou brigas no set por causa de cenas em que precisava aparecer sem roupas, mas não chegou a nomear os membros da equipe da série que a pressionaram.

A revelação foi feita durante entrevista ao podcast Armchair Expert, em que ela comentou: “Eu sou mais consciente hoje em dia sobre o que me deixa confortável ou desconfortável, o que eu sinto que é OK fazer, e o que eu sinto que não é OK”.

“Eu tive brigas no set em que dizia: ‘Não, o lençol vai me cobrir até o pescoço’. E eles diziam: ‘Você não quer decepcionar os fãs de ‘Game of Thrones’, quer?’. E eu respondia: ‘Vão se f*der'”, contou.

Ela afirmou que não sabia sobre a quantidade de nudez na história até ler o roteiro. “Eu consegui o papel e recebi os scripts. Quando estava lendo, pensei: ‘Ah, bom, agora entendi qual é o lado ruim disso'”, disse.

“Eu tinha acabado de sair da escola de teatro, e abordei aquilo como qualquer outro trabalho. Se está no roteiro, eu pensei, claramente é algo necessário para a trama”, completou.

Clarke acrescenta que sua inexperiência profissional também a impediu de brigar com a produção. “Eu nunca tinha estado em um set de gravações daquele tamanho antes. Eu nunca tinha ficado nua na frente de uma multidão de pessoas. Com ou sem nudez, eu nunca seria capaz de me impor e pedir por algo que eu queria na 1ª temporada. Eu pensava que meus sentimentos estavam errados, ia chorar no banheiro, e voltava para filmar a minha cena de nudez como se tudo estivesse bem”, continuou.

A estrela britânica contou que a ajuda neste momento veio de um de seus colegas de elenco, Jason Momoa, que viveu Khal Drogo, personagem que se torna marido de Daenerys na 1ª temporada.

“Foi realmente muito difícil. Por isso que as cenas, quando eram com Jason, acabavam sendo muito melhores. Foi ele quem me confortou [concordando com o ponto de vista]: ‘Não, querida, não está tudo bem'”, completou.

Mais pipoca