BH90210: Revival de Barrados no Baile é cancelado após uma temporada



A rede Fox anunciou ter barrado a continuidade do revival de “Barrados no Baile”, lançado no canal americano sob o título “BH90210”. A atração foi cancelada após uma temporada reduzida.

“Estamos muito orgulhosos por termos reunido em um evento muito especial de verão o elenco de uma das séries de maior legado da rede com fãs em todo o país”, expressou-se a emissora em comunicado oficial.

“Agradecemos profunda e respeitosamente a Brian [Austin Green], Gabrielle [Carteris], Ian [Ziering], Jason [Priestley], Jennie [Garth], Shannen [Doherty] e Tori [Spelling], que, juntamente com toda a equipe e todos nos estúdios da Fox e CBS Television colocaram seus corações e almas nesse reencontro verdadeiramente inventivo e nostálgico.”

A produção se resumiu a uma minissérie de seis episódios que estreou em 7 de agosto nos EUA. Como diz o comunicado da Fox, foi um projeto nostálgico, que tratou a série original com metalinguagem.



Na verdade, os astros não interpretaram seus personagens “clássicos”, mas versões de si mesmos com vidas e casamentos fictícios. Na trama, um reencontro do elenco motiva a sugestão de um revival de “Barrados no Baile”. A partir daí, a história girou em torno do processo para tirar o projeto do papel.

Criada por Darren Star e produzida por Aaron Spelling, a série original durou uma década, de 1990 a 2000, e ajudou a definir parte dos anos 1990. Seu elenco histórico também incluía o ator Luke Perry, “>recém-falecido, que ganhou uma homenagem da produção.

Em entrevistas, os atores da atração declararam que tinham planos para várias temporadas, mas o público não se mostrou interessado. Após estrear diante de 3,8 milhões de telespectadores ao vivo, o último capítulo de “BH90210” foi assistido por 1,9 milhões, perdendo metade da audiência inicial – uma das maiores quedas do verão passado.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings