Após sucesso de Coringa, Aves de Rapina e O Esquadrão Suicida serão para maiores

O sucesso de “Coringa” vai influenciar as futuras adaptações de quadrinhos da DC Comics.

O filme solo do vilão de Batman foi o primeiro lançamento baseado nos personagens da editora a chegar aos cinemas americanos com classificação “R” (para maiores de 17 anos nos Estados Unidos), e mesmo assim atingiu US$ 1 bilhão de arrecadação mundial.

A revista Variety apurou que os próximos filmes da Warner passados nesse universo terão a mesma classificação, casos de “Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa”, que estreia em fevereiro, e “O Esquadrão Suicida”, atualmente em produção e previsto para 2021. Curiosamente, ambos serão estrelados por Margot Robbie no papel da Arlequina.

Apesar de “proibido para menores”, “Aves de Rapina” não seguirá o mesmo tom sombrio de “Coringa”. As fontes da publicação descrevem o filme da diretora Cathy Yan como uma comédia de aventura sobre uma gangue de garotas, que se diferencia pelo humor ácido, espirituoso e definitivamente não indicado para criancinhas. O mesmo tom de humor anárquico e irreverente deverá marcar a produção de “O Esquadrão Suicida”, que tem roteiro e direção de James Gunn (o mentor dos “Guardiões da Galáxia”).

A reportagem também revelou que “Aves de Rapina” passou por refilmagens recentes, que melhoraram drasticamente os resultados dos testes de público e deixaram o estúdio confiante em seu sucesso, independente da classificação etária que receba em seu lançamento.