Criador do canal Kondzilla entre em lista dos 100 afro-descendentes mais influentes do mundo


O diretor e produtor de vídeos Konrad Dantas, conhecido por seu trabalho em seu canal no YouTube, Kondzilla, foi listado como uma das 100 pessoas afrodescendentes mais influentes do mundo em 2019, num relatório da MIPAD, ONG cuja sigla significa justamente Pessoas Afrodescendentes Mais Influentes (Most Influential People of African Descent, em inglês), que conta com apoio da ONU.

O nome do produtor brasileiro aparece ao lado de outros nomes consagrados como o cantor John Legend e a tenista Naomi Osaka. Para ser selecionada, a pessoa precisa ter menos de 40 anos. A lista é dividida em quatro quesitos: Política e Governância, Negócios e Empreendedorismo, Mídia e Cultura e Ações Humanitárias e Religiosas.

“É uma honra estar entre os 100 Afrodescentes Mais Influentes no Mundo, propagando a nossa cultura de favela. Essa lista reconhece as contribuições positivas realizadas por afrodescendentes mundo afora, com o apoio da ONU. Ser homenageado por eles é mais do que um sonho: é olhar para dentro e entender que tudo vale a pena, quando se acredita e se trabalha duro”, celebrou Dantas, que usa o apelido de Kondzilla para seus trabalhos artísticos.



Repleto de clipes de rap e funk, o canal Kondzilla é o terceiro maior do Youtube no mundo, com mais de 52 milhões de inscritos e 25 bilhões de visualizações em seus vídeos. Neste ano, Konrad/Kondzilla também lançou sua primeira série de ficção na Netflix, “Sintonia”.

Atualmente, ele emprega 360 pessoas.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings