Divulgação/Loma Vista

Marilyn Manson entra na 3ª temporada de Deuses Americanos

O cantor Marilyn Manson foi anunciado oficialmente como integrante do elenco da 3ª temporada de “Deuses Americanos” (American Gods).

Ele vai viver um personagem criado especialmente para a série, que não faz parte do livro de Neil Gaiman, adaptado na produção.

O personagem de Manson se chama Johan Wengren e também é cantor de uma banda, chamada Blood Death, que segue uma linha de metal viking e serve como fonte de energia para Mr. Wednesday, interpretado por Ian McShane.

A série foi renovada apenas cinco dias após a estreia da 2ª temporada. A rapidez da decisão contrasta com a demora de 21 meses entre o final da temporada inaugural e o lançamento dos novos capítulos. Este hiato anormal foi consequência de problemas de bastidores, que começaram quando os produtores originais, Michael Green e Bryan Fuller, foram demitidos após conflito criativo e financeiro com a empresa Fremantle, que produz “Deuses Americanos”. Alguns atores, inclusive, optaram por deixar a série ao final da 1ª temporada em solidariedade à dupla.

A trama gira em torno de Shadow Moon, um ex-condenado que é libertado da prisão após sua esposa morrer num acidente. Completamente só e falido, ele aceita trabalhar como guarda-costas para um vigarista misterioso chamado Mr. Wednesday, que parece saber mais sobre a sua vida do que deixa transparecer. Isto porque Wednesday é a encarnação do deus Odin, que está percorrendo a Terra para reunir todos os deuses antigos e iniciar uma batalha contra os novos deuses que controlam a humanidade atual: internet, televisão, cartão de crédito, etc.

O elenco original inclui Ricky Whittle (Lincoln em “The 100”) como Shadow Moon, Ian McShane (série “Deadwood”) como Mr. Wednesday, além de Emily Browning (“Sucker Punch”), Crispin Glover (“Alice no País das Maravilhas”), Peter Stormare (série “Prison Break”), Pablo Schreiber (série “Orange Is the New Black”) e muitos outros.

Exibida pelo canal pago Starz nos Estados Unidos, a série é disponibilizada com um dia de atraso no Brasil pela plataforma Prime Video, da Amazon, responsável por sua distribuição internacional.