Stephanie Niznik (1967 – 2019)

A atriz Stephanie Niznik, que estrelou a série “Everwood” e apareceu na franquia “Star Trek” no cinema e na televisão, morreu em 23 de junho em Encino, Califórnia, aos 52 anos. A família informou o falecimento apenas nessa sexta (12/7).

Nascida em Bangor, Maine, ela estudava para se formar como geneticista quando optou por se inscrever num curso de teatro na Universidade Duke, completado por um mestrado na Cal Arts.

Seu primeiro papel no cinema foi na comédia “O Amor é uma Grande Fantasia” (1994), de Gary Marshall, seguido pelo primeiro protagonismo numa série, “Vanishing Son”, em que viveu uma agente do FBI nos 13 episódios exibidos pela Fox entre 1994 e 1995.

Ela também apareceu nas comédias “Questão de Sensibilidade” (1996), “Deus nos Acuda” (1996) e “Em Qualquer Outro Lugar” (1999), além de ter feito participações em diversas séries dos anos 1990 e 2000, como “Assassinato por Escrito”, “Jag – Ases Invencíveis”, “Nash Bridges”, “NCIS”, “CSI: Miami”, “Grey’s Anatomy” e até “Lost”.

Sua relação com “Star Trek” começou no filme “Jornada nas Estrelas: Insurreição”, onde interpretou uma oficial Trill da Enterprise, chamada Kell Perim. Ela ainda voltou ao universo trekker como uma alienígena metamorfa num episódio de “Star Trek: Enterprise”, exibido em 2002.

Entretanto, é mais lembrada por ter estrelado “Everwood” como Nina Feeney, a doce vizinha dos Brown e eventual interesse romântico do Dr. Andrew “Andy” Brown (Treat Williams) em 82 episódios da série exibida entre 2002 e 2006.

Afastada das telas há uma década, Niznik mantinha atividades voluntárias em organizações de resgate de crianças e animais submetidos a abusos, e também trabalhava num centro de terapia holística.