Sean Penn vai trabalhar com os filhos em novo filme como ator e diretor



O ator Sean Penn (“O Gênio e o Louco”) vai dirigir e estrelar o drama “Flag Day”, longa em que atuará ao lado de seus filhos adultos, Dylan e Hopper Penn, frutos de seu matrimônio com a também atriz Robin Wright (de “House of Cards”).

Aos 28 anos, Dylan Penn (figurante em “Elvis & Nixon”) terá o maior destaque de sua carreira como protagonista da trama, descrita pela produtora Rocket Science como “um retrato revelador de uma filha com dificuldades para superar o legado carinhoso, mas sombrio do pai, um vigarista”. Sean Penn deve viver o pai da atriz também na ficção.

A trama é uma adaptação do livro de memórias “Flim-Flam Man: The True Story of My Father’s Counterfeit Life” (2005), escrito por Jennifer Vogel. A adaptação está a cargo do roteirista Jez Butterworth (criador da série “Britannia”), com quem Penn trabalhou em “Jogo de Poder” (2010).

O elenco de “Flag Day” também incluirá, entre outros, Josh Brolin (o Thanos de “Vingadores: Ultimato”), Katheryn Winnick (a Lagertha de “Vikings”) e Bailey Noble (a Adilyn de “True Blood”).



As filmagens vão começar ainda nesta semana, mas não há previsão de estreia.

Como diretor, Sean Penn se destacou em filmes como “A Promessa” (2001) e “Na Natureza Selvagem” (2007), mas seu último trabalho atrás das câmaras, “A Última Fronteira” (2016), foi considerado um lixo, com míseros 4% de aprovação no site Rotten Tomatoes.

Por sinal, “A Última Fronteira” também marcou a estreia de Hopper Penn, dois anos mais novo que Dylan, como ator de longa-metragens.



Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings