Rússia prepara sua própria versão da minissérie Chernobyl


Sucesso internacional, a minissérie “Chernobyl” não tem sido bem-vista pelo governo russo. O jornal Komsomolskaia Pravda, alinhado ao presidente Vladimir Putin, acusou o programa de fazer propaganda estrangeira contra a indústria nuclear russa, ao acusar o governo de tentar abafar o maior acidente nuclear de todos os tempos.

Não por acaso, a TV russa prepara uma resposta à série. Trata-se de outra minissérie chamada “Chernobyl” (ou melhor, “Tchornobil”). Mas o projeto, que será dirigido por Alexei Muradov (“Sob o Céu do Líbano”), tem uma visão, digamos, diferente da tragédia.

A sinopse destaca uma investigação da KGB sobre as intenções da CIA de provocar o acidente.



É teoria da conspiração transformada em série, que será lançada no fim do ano pelo canal pró-Kremlin NTV.

Os críticos russos também discordam dos elogios mundiais ao realismo da produção. Para eles, “Chernobyl” não é tão fiel, porque… os figurantes que interpretam soldados seguram os fuzis como americanos e não soviéticos!


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings