Pesquisa revela que 1 em cada 5 britânicos já faltou ao trabalho para maratonar séries



O site da revista britânica Radio Times, o mais antigo guia de programação do mundo – criado em 1923 pela então rádio BBC – publicou uma pesquisa sobre os hábitos do público consumidor de séries com resultados impressionantes.

Feita com 5,5 mil entrevistados, a pesquisa revelou que 1 em cada 5 pessoas do Reino Unido já deixou de ir trabalhar para ficar em casa maratonando séries.

18% delas disseram especificamente que fingiram estar doentes para escapar do trabalho e ver séries em casa.

Metade dos entrevistados ainda revelou já ter assistido a uma maratona de mais de oito horas de série de uma só vez, enquanto três quartos admitiram ter visto mais de quatro horas consecutivamente.



Com isso, o sono acaba sendo o maior sacrificado. 80% afirmaram já ter perdido o sono para continuar a assistir a alguma produção até o seu final.

As pessoas que responderam à pesquisa também relataram uma grande pressão para estar em dia com os programas. 23% confessaram que já mentiram sobre ter visto uma série só porque todos ao seu redor estavam falando dela.

Apesar das inúmeras opções para assistir ao conteúdo na era da internet, a maioria (57%) disse que assiste séries de streaming pela TV. O resto se divide entre 33% que assistem aos programas em seus computadores e 27% que acompanham pelo celular.

Com o anúncio de lançamento de novos serviços de streaming, incluindo Apple TV+ e Disney+, que prometem trazer ainda mais conteúdo para os consumidores, é provável que o consumo de séries em “binge” se torne cada vez mais comum.



Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings