Milton Gonçalves está processando Paulo Betti por racismo em meio a eleição sindical

Os atores Milton Gonçalves e Jorge Coutinho estão processando o colega Paulo Betti por racismo. A ação foi feita na 33ª Vara Criminal do Rio de Janeiro. Segundo os autos do processo, revelados pelo jornal Folha de S. Paulo, Betti faz parte de uma chapa criada com intuito de concorrer contra Milton e Jorge na próxima eleição para presidência do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro. Atualmente, Jorge e Milton são Presidente e Diretor Geral, respectivamente.

Todos os três atores estão no grupo de Whatsapp “Profissão Artistas”. E foi lá que se deu a polêmica. No dia 16 de abril, Betti escreveu: “A atual diretoria do sindicato está lá há muito tempo e tem uma forte representação negra com Jorge Coutinho e o grande Milton Gonçalves, além do querido Cosme, isso complica bastante a luta, pois pode confundir as coisas”.

Para Milton e Jorge, as falas de Betti possuem “ambiguidade e dubiedade”, denotam interpretação imprópria e infeliz, fazendo distinção entre negros e brancos, e são “insinuações evidentemente maledicentes.”

Milton e Jorge querem que Betti esclareça em juízo o que quis dizer com suas declarações e responda a pelo menos três perguntas: que complicador seria o levantado por Betti diante o fato de Milton e Jorge terem forte representação negra? O que poderia “confundir as coisas”? Que coisas seriam essas? Que luta seria essa?

“Embora não reste dúvidas quanto à hostilidade das palavras prolatadas por Betti, há real possibilidade de se aferir a prática de crime de injúria preconceituosa, dependendo do que declarar o interpelado”, diz a petição inicial.

O juiz Daniel Werneck Cotta determinou que Betti apresente sua defesa em 15 dias, a contar do último dia 13 de junho. A defesa se apoia no artigo 144 do Código Penal, que diz que, se Betti se recusar a dar explicações em juízo, ou o juiz entender que as explicações não são satisfatórias, ele deve responder pela ofensa. Caso condenado, Betti pode pegar de um a três anos de prisão, mais multa.

A eleição da presidência do Sindicato dos Artistas acontecerá em três datas: 29 e 30 de junho, e 1º de julho. Os Estúdios Globo, no Rio de Janeiro, é um dos locais de votação. Ao lado de Betti, a chapa 2 tem Tonico Pereira, Zeze Polessa e Júlia Lemmettz.

Veja abaixo a mensagem que motivou o processo.