Disney anuncia planos para conteúdo internacional em sua plataforma de streaming



A Disney confirmou os planos de produção de conteúdo internacional para sua plataforma de streaming ao anunciar o novo executivo que será responsável pelo setor.

Não bastasse mirar num mercado explorado até aqui apenas pela Netflix em grande escala, a contratação acirrou o clima de guerra entre as duas empresas, porque o escolhido para potencializar o mercado internacional da Disney+ é Matt Brodlie, ex-diretor da divisão de Filmes Originais da Netflix.

Brodlie foi quem definiu as estratégias bem-sucedidas de filmes da plataforma, enfatizando produções sci-fi e comédias românticas para adolescentes, o que serve sob medida para o projeto da Disney+. Além disso, ele foi responsável por convencer Alfonso Cuarón a lançar “Roma” em streaming.



“À medida que procuramos lançar a Disney+ além dos EUA nos próximos anos, Matt terá um papel fundamental na execução de nossa estratégia de conteúdo”, disse Ricky Strauss, presidente de Conteúdo e Marketing do Disney+, em comunicado. “Ele é um executivo comprovado com os instintos criativos e a experiência correta para ajudar a tornar a Disney+ um lugar onde talentos podem criar conteúdo original e de alta qualidade para o público em todo o mundo. Estamos muito felizes em tê-lo em nosso time.”

O novo executivo da Disney, que terá o cargo oficial de vice-presidente senior de Desenvolvimento de Conteúdo Internacional, também se disse empolgado por entrar no começo do projeto. “Estou animado com esta oportunidade de ingressar na Disney+ neste momento crucial e espero trabalhar de forma colaborativa com as equipes de todo o mundo para criar um entretenimento premium que seja relevante e duradouro”, acrescentou Brodlie.

Os planos de internacionalização da Disney+ são ótima notícia para os produtores brasileiros, que em breve verão aumentar o leque de opções de plataformas para novos projetos.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings