Criador de The Walking Dead mata Rick nos quadrinhos



O título é spoiler, mas não há outra forma de lidar com o fato de que Robert Kirkman, o criador dos quadrinhos de “The Walking Dead”, resolveu matar o protagonista Rick Grimes.

O personagem, que está vivo na TV – embora “desaparecido” – , foi assassinado na revista em quadrinhos pelo filho de uma rival, que ele depôs no comando de uma comunidade que ainda não apareceu na série.

Os detalhes a seguir incluem mais spoilers.

A morte de Rick aconteceu em duas partes. O primeiro tiro foi disparado no final da edição 191 pelo jovem Sebastian. E ele continuou atirando até matar Rick na edição 192. O desfecho acompanha sua transformação em zumbi e o fim definitivo nas mãos de Carl, o filho do personagem, que continua vivo nos quadrinhos – ao contrário da série, onde morreu na 8ª temporada.


A edição mensal de “The Walking Dead” saiu sem muito alarde e sem revelar o conteúdo na capa. Mas Kirkman pretende relançar o exemplar com uma nova capa em julho, com o rosto do protagonista e os dizeres “Rick Grimes, 2003-2019”.

Apesar de impactante, esta revelação não deve preocupar quem acompanha a série do canal pago Fox, pois a trajetória de Rick não segue mais a narrativa dos quadrinhos – voou para outro ponto do universo lucrativo dos mortos-vivos. Nem Carl está entre os sobreviventes de Alexandria para lhe dar o tiro de misericórdia.

Cada vez mais distante dos quadrinhos, a série televisiva já não reflete fielmente a história de Kirkman, embora algumas tramas ainda sejam recicladas para situar a produção no mundo descrito pela publicação.



Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings