Netflix diz que ama o cinema, em resposta a Spielberg


A Netflix respondeu indiretamente a Steven Spielberg, que pretende impedir que plataformas de streaming disputem os prêmios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos.

Em publicação em seu perfil no Twitter, a plataforma afirmou que ama o cinema e que o está deixando mais acessível.

“Nós amamos cinema. Aqui estão mais algumas coisas que amamos: Acesso para pessoas que nem sempre podem pagar, ou vivem em cidades sem cinema; Deixar todo mundo, em qualquer lugar, aproveitar os lançamentos ao mesmo tempo; Dar aos cineastas mais maneiras de compartilhar a arte. Essa coisas não são mutuamente exclusivas”, publicou a Netflix.

Spielberg quer que o comitê que organiza o Oscar mude as regras para proibir filmes lançados em streaming de concorrer ao prêmio. Integrante do comitê, ele pretende votar a alteração na próxima reunião, marcada para abril.

Quando jornalistas buscaram confirmar, ele deu seu recado por meio de um porta-voz. “Steven tem fortes opiniões sobre as diferenças entre lançamentos para o streaming e para os cinemas”, disse o assessor de imprensa da Amblin Entertainment, produtora do cineasta. “Ele ficará feliz se outros o apoiarem nesta campanha quando a hora chegar.”




Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings