Série da Patrulha do Destino ganha 93% de aprovação da crítica americana



A série “Doom Patrol”, que reúne os heróis conhecidos no Brasil como Patrulha do Destino, superou as expectativas da crítica americana, atingindo 93% de aprovação no site Rotten Tomatoes.

Trata-se de uma das maiores médias dentre todas as adaptações atuais dos quadrinhos da DC Comics. Perde apenas para “Black Lightning”, a série do Raio Negro, que tem 94% de críticas positivas.

Segunda produção live-action da plataforma de streaming DC Universe, “Doom Patrol” superou com folga o entusiasmo gerado por sua antecessora, “Titãs” (Titans, no original), que atingiu 82% no ano passado.

“Tão maravilhoso e bizarro quanto os quadrinhos”, escreveu o jornal Boston Herald. “A série de super-heróis para assistir em 2019”, definiu o site We Got This Covered. “A DC Universe achou seu grande sucesso”, projetou o Collider. “Exatamente o que se podia esperar de personagens em quadrinhos conhecidos como ‘Os Heróis Mais Estranhos do Mundo'”, sintetizou o CBR.

A fama de heróis estranhos acompanha os personagens desde sua criação em 1963, devido às suas aparências. Todos tiveram origens traumáticas, que os deixaram mutilados ou tão diferentes que causam medo e repulsa, em vez das reações positivas mais associadas aos super-heróis.

Os personagens foram introduzidos num episódio de “Titãs”, mas seu elenco mudou bastante desde a primeira aparição – embora isso não fique claro, já que a maioria aparece sob disfarces.



Apenas April Bowlby (a Stacy de “Drop Dead Diva”) foi mantida como Mulher-Elástica, enquanto o Homem-Robô e o Homem-Negativo, encarnados por figurantes em suas estreias, estão sendo dublados e interpretados em cenas de flashbacks por Brendan Fraser (da trilogia “A Múmia” e “Viagem ao Centro da Terra”) e Matt Bomer (de “White Collar” e “American Horror Story”), respectivamente. Mas os figurantes continuam encarnando os heróis sob suas máscaras/bandagens.

Uma mudança, porém, é indisfarçável. Interpretado por Bruno Bichir (série “Narcos”) em “Titãs”, o Chefe é vivido por Timothy Dalton (ex-007 e protagonista de “Penny Dreadful”) na série própria.

Além disso, a Patrulha ganhou duas adições, com Diane Guerrero (a Martiza de “Orange Is the New Black”) no papel de Crazy Jane e Joivan Wade (Rigsy na série “Doctor Who”) como o herói Ciborgue. Sem esquecer que Alan Tudyk (“Powerless”) interpreta o vilão surreal Sr. Ninguém.

A série estreia oficialmente na sexta (16/2) nos Estados Unidos e, diferente de “Titãs”, não será lançada no Brasil pela Netflix.

Confira abaixo um trailer da atração.



blank

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings