Astro de Sharknado será o Demônio Azul em série da DC Comics



O ator Ian Ziering vai trocar os tubarões voadores pelos demônios coloridos. O astro da franquia “Sharknado” foi confirmado no elenco de “Monstro do Pântano” (Swamp Thing), nova série derivada dos quadrinhos da DC Comics. A produção, inclusive, já divulgou um pôster de seu personagem. Ou melhor, um meta-pôster, já que ele interpreta um ator na trama. Veja abaixo.

Ziering vai viver Daniel Cassidy, um ex-dublê que virou ator e ficou semi-famoso ao interpretar o Demônio Azul no cinema. A imagem divulgada é de um filme de terror fictício de Cassidy como o personagem.

O Demônio Azul surgiu em 1984 e chegou a ter sua própria publicação, que durou mais de 30 edições. Desde então, ele virou figurante de luxo de várias histórias da DC, com mais proeminência na fase atual da “Liga da Justiça Sombria”.

Sua origem envolve um confronto com um demônio real, que o funde com a fantasia do Demônio Azul de forma permanente, ao mesmo tempo em que lhe dá força e resistência sobre-humanas.

Esta história deve preencher um dos episódios da produção, que começou a ser gravada no mês passado.



A série foi desenvolvida pelos roteiristas-produtores Mark Verheiden (“Constantine”) e Gary Dauberman (“It: A Coisa”) para a produtora Atomic Monster, do diretor James Wan (“Invocação do Mal”). E seu elenco oficial incluiu Crystal Reed (a Sofia Falcone de “Gotham”), Andy Bean (o Stanley adulto de “It: A Coisa, Capítulo 2”), Derek Mears (o Jason de “Sexta-Feira 13”), Jennifer Beals (da série “Taken” e do musical clássico “Flashdance”), Kevin Durand (da série “The Strain”), Virginia Madsen (“Designed Survivor”), Will Patton (“Falling Skies”), Henderson Wade (“Extant”), Maria Sten (“Straight Outta Compton”) e Jeryl Prescott (“Ray Donovan”, “The Walking Dead”).

O primeiro episódio tem direção de Len Weiseman (“Anjos da Noite”), mas ainda não há previsão para a estreia.

“Monstro do Pântano” será disponibilizada na plataforma DC Universe nos Estados Unidos.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings