The Walking Dead perde metade da audiência na estreia da 9ª temporada

A estreia da 9ª temporada de “The Walking Dead”, exibida no domingo (7/10), manteve a tendência de queda na audiência da atração nos Estados Unidos. Intitulado “New Beginning”, o episódio foi visto por 6,1 milhões de espectadores ao vivo no canal pago AMC.

O número representa perda de quase metade da audiência que assistiu ao começo da 8ª temporada (11,4 milhões) e só supera a estreia da atração em 2010 (5,3 milhões), quando a série dava seus primeiros passos.

Para completar a má notícia, o público da temporada inaugural era mais qualificado, rendendo 2,7 pontos na demo (a faixa demográfica de adultos entre 18 e 49 anos, mais relevante para os anunciantes), contra os 2,5 pontos marcados no último fim de semana.

A comparação com o desempenho anterior é especialmente preocupante porque o primeiro episódio costuma ser um dos mais vistos de cada temporada. E a abertura deste ano teve menos público que o episódio menos assistido do arco anterior – 6,2 milhões, sintonia do antepenúltimo capítulo da 8ª temporada, exibido em janeiro.

Apesar disso, “The Walking Dead” continua como carro-chefe do canal AMC e uma das maiores audiências da TV paga americana. A diferença é que já foi uma das maiores audiências da TV de modo geral, superando a maioria dos programas das grandes redes nacionais exibidos na TV aberta.

A série retornou com um salto temporal para mostrar como ficou a convivência entre as diferentes comunidades após a derrota de Negan (Jeffrey Dean Morgan).

O arco atual vai marcar a despedida de dois protagonistas da série: Andrew Lincoln, intérprete de Rick, e Lauren Cohan, que vive Maggie, confirmaram que deixam “The Walking Dead” nos próximos capítulos.