Playlist: 12 clipes da nova geração do rock feminista



Feministas estão cada vez mais estridentes. E com guitarras, mais barulhentas ainda. A seleção abaixo reúne 12 bandas da nova geração do rock feministas e LGBTQ+ da América do Norte, Reino Unido e Austrália. A lista inclui garotas com camisetas do Bikini Kill, odes a Ellen Page, palavras de ordem, conclamação a boicotes, tatuagens, solos de guitarra, mosh, rebeldia de botas, minissaias, garotas de cabelos curtos, cabeludas, Beatlemaníacas, riot Grrls, lutadoras, bandeirosas, mães, lésbicas, atitude destroy, #MeToo e #EleNão.



1 Petrol Girls – “Touch Me Again” (Inglaterra) | 2 Dream Wife – “F.U.U.” (Inglaterra) | 3 Skating Polly – “Camelot” (EUA) | 4 Big Joanie – “Fall Asleep” (Inglaterra) | 5 Peach Club – “Bad Bitch” (Inglaterra) | 6 The Menstrual Cramps – “Boycott the Lot” (Inglaterra) | 7 Goat Girl – “The Man” (Inglaterra) | 8 VOIID – “Silly Girl” (Austrália) | 9 Yassassin – “Citizen” (EUA) | 10 Tancred – “Something Else” (EUA) | 11 GRLwood – “Bisexual” (EUA) | 12 Partner – “The ‘Ellen’ Page” (Canadá)



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings