Kidding: Série estrelada por Jim Carrey é renovada para a 2ª temporada



O canal pago americano Showtime anunciou a renovação de “Kidding”, série que marca a volta do comediante Jim Carrey para a TV, mais de duas décadas após estrelar o humorístico “In Living Color” entre 1990 e 1994.

A série não se tornou um fenômeno de audiência. Ao contrário. Cercada de expectativas, foi vista apenas por 440 mil pessoas ao vivo em sua estreia e a maioria perdeu o interesse após ver do que se tratava. O episódio mais recente, o quinto, teve apenas 199 mil telespectadores e um registro de 0,05 ponto na demo (a faixa demográfica de adultos entre 18 e 49 anos, mais relevante para os anunciantes).

Os números já se aproximam do fiasco de “I’m Dying Up Here” (média de apenas 150 mil telespectadores por episódio), por coincidência uma produção de Jim Carrey, que foi cancelada pelo Showtime na 2ª temporada. Dizem que esta série só chegou tão longe porque o canal queria cultivar uma relação com Carrey para que ele estrelasse “Kidding”.

A série recém-renovada marca o reencontro de Carrey com o diretor francês Michel Gondry, responsável por um dos filmes mais cultuados do ator, “Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças”, vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Original em 2005.

Gondy assina a direção dos episódios, o que confere à produção uma aparência de fábula, bem ao estilo de seus filmes, em que os limites da fantasia e da realidade parecem se confundir.



Em “Kidding”, Carrey interpreta Jeff, também conhecido como Mr. Pickles, um ícone infantil da TV americana, que representa uma marca bilionária de licenciamentos. Mas sua alegria é posta em cheque quando um acidente o faz passar por uma crise, em que pode colocar tudo a perder. O resultado é bem mais dramático que a premissa sugere.

Além de Carrey, o ótimo elenco da série também inclui Judy Greer (“Homem-Formiga”), Frank Langella (indicado ao Oscar por “Frost/Nixon”) e Catherine Keener (“Corra!), respectivamente como a mulher do protagonista, o produtor de Mr. Pickles e a criadora dos fantoches do programa.

A série foi criada por Dave Holstein, roteirista-produtor de “Weeds” e “I’m Dying Up Here”, e estreou em 9 de setembro nos Estados Unidos.

Ainda não há previsão para seu lançamento no Brasil.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings