Diretor de Big Little Lies e Sharp Objects vai filmar história de amor de John Lennon e Yoko Ono

O diretor canadense Jean-Marc Vallée, que foi indicado ao Oscar por “Clube de Compra Dallas” (2013), vai voltar ao cinema após assinar os fenômenos televisivos “Big Little Lies” e “Sharp Objects”. Ele vai filmar a icônica história de amor de John Lennon e Yoko Ono para o estúdio Universal.

Ainda sem título oficial, o filme tem roteiro de um especialista em cinebiografias: Anthony McCarten, que também já foi indicado ao Oscar – duas vezes, por “A Teoria de Tudo” (2014) e “O Destino de uma Nação” (2017).

A própria Yoko Ono será uma das produtoras, e já cedeu os direitos das músicas de Lennon para a trilha da produção.

O casal se conheceu no final dos anos 1960, quando ela era uma artista plástica de vanguarda e ele um dos maiores astros da música mundial com os Beatles. Apontada por muitos como a responsável pela separação da banda, Ono ajudou Lennon a estabelecer sua bem-sucedida carreira solo e identidade como ativista social.

Os dois se notabilizaram por protestos criativos contra a Guerra do Vietnã, assunto que polarizava o mundo na época. Após uma breve separação nos anos 1970, o casal reatou o romance e permaneceu inseparável até o assassinato de Lennon, em 1980.