Evangeline Lilly revela ter sido pressionada a tirar a roupa em Lost e criadores da série pedem desculpas públicas


A atriz Evangeline Lilly, atualmente nos cinemas em “Homem-Formiga e a Vespa”, relembrou a pior experiência da carreira, que viveu no set da série de “Lost”, quando foi pressionada a fazer cenas seminuas, e que isso a deixou “mortificada”. A revelação, feita em entrevista a um podcast, fez os criadores da série, os produtores J.J. Abrams e Damon Lindelof, pedirem desculpas públicas para a atriz.

Em entrevista ao podcast “The Lost Boys”, ela relatou: “Na 3ª temporada, eu tive uma má experiência, de basicamente ser pressionada para fazer uma cena em que estaria parcialmente nua, e eu senti que não tinha escolha naquele momento. Eu fiquei mortificada, e estava tremendo e chorando compulsivamente, enquanto ainda tinha uma outra cena para filmar depois.”

Intérprete de Kate Austen em “Lost”, Lilly afirmou que tentou evitar que isso voltasse a se repetir. Mas não foi fácil. “Na 4ª temporada, veio outra cena de Kate tirando a roupa e eu lutei duramente para ter a cena sob meu controle, e eu falhei novamente. Então, eu disse: ‘É isso, chega. Você pode escrever o que quiser, eu não vou fazer. Não vou tirar as roupas para esta série novamente’. E não tirei”, relatou Lilly.


“Eu queria que ela [Kate] fosse melhor, porque ela era no começo um ícone de força e autonomia para as mulheres. Mas foi bom mostrar que ela falhava, isso também era importante”, completou a atriz.

Em comunicado para a imprensa, Abrams e Lindelof lamentaram o ocorrido. “Nossa resposta aos comentários de Evie foi a de imediatamente contatá-la para pedir desculpas pela experiência que ela teve enquanto trabalhava em ‘Lost’. Ainda não falamos com ela, mas lamentamos profunda e sinceramente. Nenhuma pessoa deveria se sentir insegura no trabalho. Ponto final”.



Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings