Xuxa tem derrota definitiva em sua briga contra o Google

 

A apresentadora Xuxa Meneghel perdeu o último recurso que movia contra o Google pela retirada de seu nome em pesquisas sobre pedofilia. Com a derrota de Xuxa, chegou ao fim a briga judicial de oito anos entre a apresentadora e o Google.

Xuxa queria que fossem removidos os milhares de links e imagens que aparecem para quem digitar as palavras “Xuxa”, “pedofilia” e derivadas, como “Xuxa pedófila”.

As pesquisas geralmente conduzem a links sobre o filme “Amor, Estranho Amor”, feito em 1982, antes dela virar apresentadora de programas infantis. Na produção, a então modelo de 19 anos aparecia nua, seduzindo um adolescente de 12 anos.

Em maio de 2017, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro rejeitou por unanimidade um recurso de Xuxa, sob o argumento que isso poderia caracterizar censura prévia.

Ela recorreu novamente. Perdeu de novo. E agora a decisão transitou em julgado.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.

Back to site top
Change privacy settings