Fred Savage é acusado de assédio e agressão, mas recebe apoio da Fox contra “alegações sem fundamento”



O ator Fred Savage, o eterno Kevin Arnold de “Anos Incríveis” (1988-1993), foi acusado de assédio e agressão por uma figurinista de sua série mais recente, “The Grinder”, exibida pela rede americana Fox entre 2015 e 2016.

Segundo o site TMZ, YoungJoo Hwang abriu um processo contra o ator, alegando que ele criou um ambiente de trabalho hostil ao demostrar publicamente que a odiava. Na ação, ela alega que Savage teria batido no braço dela três vezes após um surto de raiva.

Em entrevista coletiva na quarta-feira (21/3), a figurinista apontou que ela não era o único alvo do ator e que não falou anteriormente sobre o caso “porque várias pessoas perderiam os empregos”.

Em resposta, a produtora 20th Century Fox Television divulgou um comunicado em que defende o ator.

O estúdio afirma que fez uma investigação sobre o caso e não encontrou “nenhuma evidência de transgressão” por parte do astro, e ainda salientou que irá defender Savage “vigorosamente” contra “tais alegações sem fundamento”.



O ator também escreveu um comunicado, afirmando que as acusações são “sem fundamento e absolutamente falsas”.

Leia o texto integral abaixo:

“Eu testemunhei uma tremenda coragem nestes últimos meses, observando mulheres corajosas que se manifestaram publicamente contra a vergonha e o estigma do assédio. Eu vi em primeira mão o apoio crescente para este movimento do qual sempre senti falta. Como alguém que sempre tentou viver honradamente e com integridade, nunca me ocorreu que meu nome pudesse estar do outro lado dessa história.

Fui informado de que uma mulher que trabalhava no departamento de figurino de um programa em que participei há quase três anos afirmou que eu a tratava asperamente no set, simplesmente porque ela era uma mulher. Essas acusações são completamente sem fundamento e absolutamente falsas. Mas a Fox conduziu uma extensa investigação interna sobre essa denúncia, um processo do qual eu participei totalmente. Depois de concluir uma investigação completa, a Fox determinou que não havia absolutamente nenhuma evidência para apoiar estas acusações. Nenhuma das alegações puderam ser comprovadas porque elas não aconteceram.

Eu tenho trabalhado na indústria do entretenimento toda a minha vida e sempre me esforcei para tratar todos em qualquer set em que trabalhei respeitosa e profissionalmente. Embora nenhuma das acusações feitas a mim seja verdadeira, apoio sinceramente todas as pessoas que se sentem maltratadas a se manifestarem e conversarem com os departamentos de recursos humanos. Testemunhamos mais bravura daqueles que fizeram denúncias recentes, mas eu protegerei com coragem a minha família daqueles que procurarem manchar meu bom nome. Não posso deixar que essas pessoas me denigram, ao mesmo tempo que prejudicam a mensagem de milhares de mulheres e outros que sofreram e continuam a sofrer abusos reais”.


Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings