Star Wars: Os Últimos Jedi estreia com segunda maior bilheteria da história na América do Norte

“Star Wars: Os Últimos Jedi” mostrou sua força nas bilheterias, ao estrear com impressionantes US$ 220M (milhões) de arrecadação nos Estados Unidos e Canadá.

O valor fez Hollywood balançar tanto quando a compra da Fox pela Disney e só não supera uma única estreia em todos os tempos: “Star Wars: O Despertar da Força”, justamente o filme anterior da franquia, que destruiu recordes ao abrir com US$ 238M em dezembro de 2015.

Vale a pena dar mais contexto ao feito. Para se ter ideia, em três dias o filme faturou mais que “Liga da Justiça” em um mês inteiro no mercado norte-americano – lançada em 17 de novembro, a produção de super-heróis atingiu US$ 219,4M neste fim de semana.

A segunda maior bilheteria de estreia a história foi acompanhada por críticas elogiosíssimas, que renderam 93% de aprovação no site Rotten Tomatoes, além de uma nota A no CinemaScore, que pesquisa a opinião do público de cinema dos Estados Unidos.

No mercado internacional, o filme da Lucasfilm/Disney fez mais US$ 230M, o que totalizou seu lançamento em US$ 450M em todo o mundo.

Aparentemente, só a Fox não acreditava na força da franquia. Mas esta é uma das lições que o estúdio vai aprender em breve, após a ressaca de sua compra pelo rival. Demissões são esperadas ao final da fusão, e alguns executivos podem ter entrado na lista após a ideia genial que resultou no desempenho da animação “O Touro Ferdinando”. A Disney jamais permitiria que um de seus desenhos com potencial de blockbuster fosse lançado no mesmo dia de um “Star Wars”.

Contrariando o bom senso, a Fox praticamente queimou o novo trabalho de Carlos Saldanha. Distribuído sob a sombra de “Os Últimos Jedi”, “O Touro Ferdinando” registrou a pior abertura da carreira do diretor brasileiro, com US$ 13,3M, basicamente 6% do que fez o novo “Star Wars”. Até então, “Robôs” representava a estreia mais fraca de Saldanha, com US$ 36M em 2005.

O pior é que a Fox já sabia que isso aconteceria. Em 2015, o estúdio também queimou um sucesso em potencial com um lançamento no mesmo fim de semana de “Star Wars: O Despertar da Força”. O fracasso de “Alvin e os Esquilos: Na Estrada”, que abriu com US$ 14,3M, acabou com a franquia dos esquilinhos cantores.

“O Touro Ferdinando” foi aprovado pela crítica, com 76% no Rotten Tomatoes, e estreia no Brasil com quase um mês de distância de “Star Wars”, em 11 de janeiro.

Outra animação completa o Top 3. Trata-se de “Viva – A Vida É uma Festa”, que a Disney lançou nos Estados Unidos um mês antes de “Star Wars”, e que caiu para o 3ª lugar após ficar três semanas na liderança das bilheterias. No Brasil, a estreia está marcada para 4 de janeiro.

BILHETERIAS: TOP 10 América do Norte

1. Star Wars: Os Últimos Jedi
Fim de semana: US$ 220M
Total EUA: US$ 220M
Total Mundo: US$ 450M

2. O Touro Ferdinando
Fim de semana: US$ 13,3M
Total EUA: US$ 13,3M
Total Mundo: US$ 19,5M

3. Viva – A Vida É uma Festa
Fim de semana: US$ 10M
Total EUA: US$ 150,8M
Total Mundo: US$ 448,2M

4. Extraordinário
Fim de semana: US$ 5,4M
Total EUA: US$ 109,2M
Total Mundo: US$ 153,6M

5. Liga da Justiça
Fim de semana: US$ 4,1M
Total EUA: US$ 219,4M
Total Mundo: US$ 633,9M

6. Pai em Dose Dupla 2
Fim de semana: US$ 3,8M
Total EUA: US$ 96,5M
Total Mundo: US$ 157,5M

7. Thor: Ragnarok
Fim de semana: US$ 2,9M
Total EUA: US$ 306,3M
Total Mundo: US$ 841,7M

8. O Artista do Desastre
Fim de semana: US$ 2,6M
Total EUA: US$ 12,9M
Total Mundo: US$ 15,5M

9. Assassinato no Expresso do Oriente
Fim de semana: US$ 2,4M
Total EUA: US$ 97,2M
Total Mundo: US$ 297,9M

10. Lady Bird
Fim de semana: US$ 2,1M
Total EUA: US$ 25,9M
Total Mundo: US$ 25,9M

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings