Zac Efron vai viver Ted Bundy, um dos serial killers mais famosos dos EUA



Zac Efron vai interpretar um dos serial killers mais famosos dos Estados Unidos, o homem que descreveu a si mesmo como “o maior filho da mãe de coração frio que você já conheceu”. Segundo o site Deadline, ele será Ted Bundy em “Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile”.

O filme tem direção de Joe Berlinger, conhecido por realizar a trilogia de documentários “Paradise Lost”, que acabou ajudando a libertar três jovens presos injustamente após o assassinato ritual de crianças em West Memphis. O caso rendeu comoção nacional, porque eles foram condenados por serem fãs de heavy metal.

Além destes e outros documentários, ele dirigiu apenas um filme de ficção há 17 anos, o terror “A Bruxa de Blair 2: O Livro das Sombras” (2000), que, em retrospectiva e comparado ao novo “Bruxa de Blair” (2016), não era tão ruim assim.

O roteiro é de Michael Werwie (do vindouro suspense “Lost Girls”, com Sarah Paulson) e a produção está a cargo de Nicolas Chartier, responsável pelos filmes premiados no Oscar “Guerra ao Terror” (2009) e “Clube de Compra Dallas” (2013).

Chartier divulgou um comunicado sobre o projeto. “Eu tenho tentado trabalhar com Zac Efron há muito tempo”, diz o texto. “De sua reviravolta dramática em ‘Obsessão’ até a sua performance hilária em ‘Vizinhos’, ele continua a impressionar o público e os críticos com sua extraordinária versatilidade e alcance. Nós não poderíamos estar mais animados em vê-lo neste papel incrível.”



A escalação de Efron para viver Bundy faz sentido. Afinal, o assassino foi descrito pelas vítimas que sobreviveram a seu ataque como um homem educado e bonito. Ele também tinha preferência por mulheres “jovens e atraentes”, como as descrevia, para raptar, estuprar e matar. Costumava invadir residências e preferia estuprar as mulheres depois de matá-las, muitas vezes decapitando suas cabeças.

Ted Bundy assumiu a culpa pelo assassinato de pelo menos 30 mulheres, cometidos em sete estados americanos diferentes, entre 1974 e 1978 — entretanto, as investigações apontam que o número de vítimas pode ter sido muito maior. Ele foi preso pela primeira vez em 1975, quando a polícia ainda não sabia a extensão de seus crimes, escapou e só foi detido definitivamente em 1978. Condenado à pena de morte, passou mais de uma década na prisão, até ser executado em 1989.

A vida de Bundy já inspirou alguns filmes, a maioria feita para a TV e nenhum particularmente memorável.

“Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile” deve começar a ser filmado em outubro, mas ainda não tem previsão de estreia.


Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings