Divulgação/Sony

Besouro Verde vai ganhar nova versão “séria” no cinema

Cinco anos após a Sony fracassar com “Besouro Verde” (2011), a Paramount pretende retomar a franquia com um reboot. Desta vez, segundo o site Deadline, em vez de uma comédia escrita e estrelada por Seth Rogen, o novo estúdio promete um filme sério. E já contratou um diretor, Gavin O’Connor, que vem do sucesso de “O Contador”.

“Eu tenho vontade de fazer este filme – e criar esta franquia – desde que eu queria fazer filmes”, disse O’Connor ao Deadline. “Quando eu era criança, a maioria dos meus amigos gostava de Superman e Batman, mas para mim só havia um super-herói: o Besouro Verde. Sempre achei que ele era o mais durão, porque ele não tinha superpoderes. E ele não usava um traje do palhaço. Melhor ainda, ele era um criminoso – aos olhos da lei e aos olhos do mundo do crime. Então, aquilo parecia real para mim”.

Na trama original, Britt Reid, o dono milionário do jornal “O Sentinela Diária”, transformava-se num vingador mascarado no estilo do Sombra, que a polícia considerava um criminoso. Como a situação o ajudava a obter informações do submundo do crime, ele nunca quis limpar sua ficha. Em suas aventuras, o Besouro Verde era ajudado por Kato, seu mordomo e motorista de origem oriental, mestre em artes marciais, que dirigia o Beleza Negra, um carro tecnologicamente avançado.

O personagem foi originalmente criado no rádio em 1936 por George W. Trendle e Fran Strike, que também criaram “O Cavaleiro Solitário”. Ele estreou nos quadrinhos em 1940, com roteiros do próprio Strike, no mesmo ano em que chegou aos cinemas, por ocasião do lançamento do primeiro de seus três seriados de aventura. Mas, curiosamente, o Besouro Verde acabou se tornando mais conhecido como herói da TV, após ganhar uma série em 1966. Interpretado por Van Williams, o personagem acabou eclipsado por seu assistente Kato, que era vivido por ninguém menos que Bruce Lee. Além de sua própria atração, o Besouro Verde ainda teve crossovers com a série do “Batman”.

Além de dirigir, O’Connor será coprodutor da adaptação, em parceria com Peter Chernin (da franquia “Planeta dos Macacos”). O roteiro está a cargo de Sean O’Keefe, que recentemente entregou uma adaptação do game “Watch Dogs” para a Sony e desenvolve “The Escapist” para o diretor Rupert Wyatt (“Planeta dos Macacos: A Origem”).