The Passage: Série de vampiros produzida por Ridley Scott ganha fotos e trailer

The Passage: Série de vampiros produzida por Ridley Scott ganha fotos e trailer

 

A rede Fox divulgou as primeiras fotos e o trailer de “The Passage”, série de vampiros produzida pelo cineasta Ridley Scott (“Alien: Covenant”) e estrelada por Mark‐Paul Gosselaar (série “Franklin & Bash”), que combina ação, terror e sci-fi.

Desenvolvida por Liz Heldens (criadora da série “Deception”), a série é baseada no best-seller “A Passagem”, de Justin Cronin, que originou uma trilogia. A premissa apresenta uma instalação médica secreta do governo, que realiza experimentos com um perigoso vírus que poderia curar todas as doenças ou causar a extinção da raça humana. Mas para saber qual é o resultado, a droga precisa ser testada numa criança.

A partir daí, a trama gira em torno de uma menina de 10 anos chamada Amy Bellafonte (Saniyya Sidney, da série “American Horror Story”), que é escolhida para o teste, mas acaba despertando o instinto paternal no agente federal Brad Wolgast (Mark‐Paul Gosselaar), responsável por conduzi-la. Numa mudança inesperada, ele resolve fugir e protegê-la, tornando-se alvo de uma caçada humana.

As criaturas que parecem zumbis no trailer são, na verdade, vampiros. A trama deve avançar até o cenário pós-apocalíptico do livro, onde os vampiros dominam a Terra e os poucos humanos sobreviventes precisam se unir para sobreviver. Mas nada disso é sequer sugerido na prévia, centrada na trama do episódio piloto, dirigido por Marcos Siega (que já tem experiência vampírica, via série “The Vampire Diaries”).

O elenco também inclui Vincent Piazza (série “Boardwalk Empire”), Brianne Howey (série “The Exorcist”), Jamie McShane (série “Bloodline”), Caroline Chikezie (série “The Shannara Chronicles”), Emmanuelle Chriqui (série “Shut Eye”) e Henry Ian Cusick (série “The 100”).

“The Passage” estreia durante a midseason, no começo de 2019.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna