A Million Little Things: Protagonistas de Grimm e Psych se juntam em imagens e trailer de série depressiva

A Million Little Things: Protagonistas de Grimm e Psych se juntam em imagens e trailer de série depressiva

 

A rede ABC divulgou sete imagens e o trailer de “A Million Little Things”, produção dramática que junta os protagonistas de “Grimm” e “Psych” numa trama tão depressiva que sua premissa é um suicídio.

A prévia mostra que o suicídio de um amigo aproxima os sobreviventes. E como se isso não fosse triste o suficiente, um dos três amigos que sobrram também é suicida e outro tem câncer. Em vez de pipoca, a produção parece pedir um balde de anti-depressivos.

A série foi criada pelo roteirista-produtor DJ Nash, que após fracassar com comédias – “Growing Up Fisher” (2014) e “Truth Be Told” (2016) foram canceladas na 1ª temporada e o piloto de “Losing It” não foi aprovado no ano passado – , decidiu se arriscar numa narrativa dramática.

A sinopse afirma que a série compartilha o tom do filme clássico “O Reencontro” (1983). A trama gira em torno de um grupo de amigos que, por diferentes razões, estão se sentindo presos em suas vidas. Quando um deles morre inesperadamente, percebem que precisavam mudar tudo e finalmente começar a viver.

O bom elenco inclui James Roday (da série “Psych”), David Giuntoli (o “Grimm”), Romany Malco (séries “Weeds” e “Blunt Talk”), Allison Miller (“Terra Nova” e “Incorporated”), Christina Marie Moses (“The Originals”), Stephanie Szostak (“Satisfaction”), Christina Ochoa (de “Blood Drive” e também “Valor”), Anne Son (“My Generation”), Lizzy Greene (“Nicky, Ricky, Dicky & Dawn”) e Ron Livingston (“Search Party”) como o amigo suicida.

O cineasta James Griffiths (“Ritmo Cubano”) assina o primeiro episódio, que estreia na temporada de outono, entre setembro e novembro, nos Estados Unidos.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna