Comic Con Experience quer quebrar o recorde de público das feiras geeks

Comic Con Experience quer quebrar o recorde de público das feiras geeks

 

A Comic Con Experience começa nesta quinta (7/12) com a ambição de se tornar o maior evento do gênero no mundo. Após reunir 196 mil pessoas em 2016, segundo os organizadores, a feira já é maior que a Comic Con original de San Diego (130 mil), e o objetivo deste ano é quebrar o recorde da New York Comic-Con, frequentada por 200 mil fãs/consumidores da cultura geek.

Claro, os números apresentados não levam em conta que a “Comic Con Brazil”, como deveria ser chamada e como os convidados internacionais a chamam em todas as chamadas de divulgação, tem quatro dias de duração, contra três dos eventos americanos.

Detalhes. O mais importante deles é que o evento se estruturou de forma profissional, estabelecendo-se de vez no calendário cultural de São Paulo – ainda que tenha mais a ver com comércio que cultura, já que até os autógrafos são cobrados, num incentivo ao consumo de quinquilharias reminiscente das quermesses religiosas, e as atrações restringem-se a iniciativas de marketing industrial.

Entre os astros presentes neste ano estão Will Smith, que vem promover o filme “Bright”, Alicia Vikander, para divulgar “Tomb Raider: A Origem”, Nick Jonas, por conta de “Jumanji – Bem-Vindo à Selva”, Dylan O’Brien, da franquia “Maze Runner”, e Simon Pegg e Tye Sheridan, ambos de “Jogador Nº 1”, nova sci-fi de Steven Spielberg.

O evento acontece até domingo (10/12) no centro de convenções São Paulo Expo.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna