Estrela do reality RuPaul’s Drag Race lança clipe celebrando o Brasil, em meio à radicalização da intolerância

Estrela do reality RuPaul’s Drag Race lança clipe celebrando o Brasil, em meio à radicalização da intolerância

 

Alaska Thunderfuck, vencedora de uma das últimas temporadas do reality show “RuPaul’s Drag Race”, lançou nesta sexta (10/11) o colorido e vibrante clipe de “Come To Brazil”, uma homenagem aos fãs brasileiros e à cultura drag nacional.

Gravado em diferentes locações do estado de São Paulo – o galpão da escola de samba Vai Vai, o Beco do Batman da Vila Madalena, o Baixo Augusta, a praia de Guarujá, etc – o clipe acompanha uma declaração bem-humorada de amor ao Brasil, concebida durante uma passagem anterior de Alaska pelo país, em 2016.

Dirigido por Luiz Guilherme Moura e Juily Manghirmalani, a produção reuniu mais de 60 pessoas entre equipe, artistas e drag queens brasileiras, além de dezenas de fãs que participaram como figurantes nas gravações.

Tudo muito bacana. Mas a alegria contagiante do vídeo e sua visão otimista do país contrastam, infelizmente, com a sombria recepção dada à escritora Judith Butler na mesma São Paulo celebrada no clipe – onde, nesta semana, foi perseguida por fanáticos de direita, que queimaram bonecas com seu rosto como se fosse uma bruxa na Idade Média. Seu crime: ser homossexual e expressar isso. Se a direita prefere um Brasil feio, opressor e triste como a Rússia, Alaska Thunderfuck ajuda a lembrar que este já foi um país tropical bonito por natureza, que costumava ser uma beleza.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna