Johnny Depp é deus no novo clipe de Marilyn Manson, repleto de cenas impróprias

Johnny Depp é deus no novo clipe de Marilyn Manson, repleto de cenas impróprias

 

O cantor Marilyn Manson lançou o clipe de “Say10”, segundo single de seu novo álbum, “Heaven Upside Down”. O vídeo é bastante impróprio, com participação do ator Johnny Depp em meio a mulheres nuas, numa simulação de orgia, muito sangue e uma masturbação feminina que parece saída de webcam adulta – e impressiona ter passado pela censura do Google.

O que a encenação parece sugerir é que Depp é deus e Manson say10 (a pronúncia é similar a satã, em inglês). Enquanto um aponta o dedo para o outro, as mulheres apontam para si mesmas, lá embaixo. Há também Bíblias voadoras e uma presença demoníaca tentando atravessar paredes.

A direção é de Bill Yukich, que antes assinou os vídeos dos hits “Sorry”, de Beyoncé”, “Hands to Myself”, de Selena Gomez, e “See You Again”, de Wiz Khalifa – um dos clipes mais vistos da história do YouTube.

“Heaven Upside Down” é o primeiro álbum de Manson desde “The Pale Emperor” de 2015. O cantor, que sofreu uma acidente de palco em 30 de setembro, quando o cenário desabou durante um show, está em fase final de recuperação e deve retomar a turnê do disco nesta semana. A expectativa é que ele venha ao Brasil em 2018.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna