A Torre Negra pode ganhar série derivada se o filme não implodir nas bilheterias

A Torre Negra pode ganhar série derivada se o filme não implodir nas bilheterias

 

O projeto megalomaníaco original de Ron Howard para a adaptação da coleção literária “A Torre Negra” ainda estão de pé. Há muitos anos, o cineasta propôs o desenvolvimento simultâneo de filmes e uma série para explorar os personagens criados por Stephen King. Isto fez com que o filme quase fosse arquivado, com desistência de estúdio atrás de estúdio, e o levou a abandonar seus planos de dirigi-lo, assumindo um papel menos vistoso em sua produção.

Desde que o filme saiu do papel, ninguém mais tinha retomado o assunto da série. Até agora. Em entrevista ao site IndieWire, o diretor do longa Nikolaj Arcel confirmou ter participado da criação dos primeiros roteiros de uma série da “Torre Negra”.

“Já está escrito. Participei da criação do roteiro do piloto e do segundo episódio, assim como das ideias para a 1ª temporada. O que foi empolgante foi o fato de que, enquanto com o filme estávamos tentando realmente criar uma introdução e fazer uma produção independente, que poderia existir sozinha, trabalhamos ao mesmo tempo numa série, que reflete fielmente o mesmo universo. Vamos voltar ao passado. A série é muito próxima de “A Torre Negra: Mago e Vidro” e de partes do livro sobre o Pistoleiro. Foi divertido porque assim podemos até escrever os personagens exatamente como eles eram. O que, como fã, é empolgante de um jeito diferente.”

Nenhum canal ou plataforma de streaming anunciou a atração, embora Howard tenha negociado com a HBO quando o filme esteve prestes a ser realizado pela Warner, após a desistência da Universal. Entretanto, isto foi antes da Sony assumir a produção cinematográfica.

Aparentemente, Idris Elba voltaria a viver o Pistoleiro na série.

De todo modo, a produção dependerá do desempenho do filme, que tem estreia marcada para 24 de agosto.

O site Boxoffice Mojo já apurou que o lançamento acontecerá em 3,2 mil salas na América do Norte, bem menos que as 4 mil que costumam receber as apostas mais claras de blockbusters no mercado doméstico.

Comente

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.