Super-heroína Isis não será chamada por seu nome tradicional na série Legends of Tomorrow

Super-heroína Isis não será chamada por seu nome tradicional na série Legends of Tomorrow

 

Conforme antecipado anteriormente, a série “Legends of Tomorrow” vai introduzir a primeira super-heroína muçulmana da TV norte-americana, que será vivida pela atriz iraniana Tala Ashe (série “American Odissey”). Trata-se da conhecida personagem Isis, que até já teve série própria nos anos 1970, agora em nova versão.

O detalhe é que a “poderosa Isis” não será chamada pelo nome que todos conhecem. E a culpa é de outra ISIS, abreviação dada aos Estados Islâmicos do Iraque e da Síria nos Estados Unidos.

“Nós simplesmente não queríamos esta comparação, com toda a franqueza, especialmente porque a nossa super-heroína é muçulmana. Seria como abrir uma lata de vermes. Não vale a pena”, explicou o produtor Marc Guggenheim.

Portanto, a personagem será tratada apenas pelo nome de sua identidade civil, Zari Adrianna Tomaz.

A personagem foi criada em 1975 por Marc Richards (que também fez o desenho dos “Ghostbusters”) na série “Isis”, como complemento para as aventuras do Capitão Marvel em “Shazam!”. Na época, Isis era branquinha, anglo-saxã e protestante: uma arqueóloga chamada Andrea Thomas (vivida por Joanna Cameron), que ganhava poderes e minissaia ao encontrar uma relíquia egípcia. O espírito da deusa Isis também apareceu na série “Smallville”, encarnando em Lois Lane (Erica Durance). E foi reintroduzida nos quadrinhos da DC durante a minissérie “52”, em 2006, com o nome Adrianna Tomaz.

A versão de “Legends of Tomorrow” promete ser bem diferente. Afinal, a série já teve uma heroína vinda do passado, que ganha poderes com um amuleto (Vixen, na 2ª temporada) e outra com origem no antigo Egito (Mulher Gavião, na 1ª temporada). Por isso, os produtores resolveram situar a origem de Zari Adrianna Tomaz no futuro.

A nova Isis, ou melhor, Zari Adrianna Tomaz, vive em 2030, quando os avanços tecnológicos são incríveis, mas a raça humana continua a experimentar os mesmos preconceitos de sempre, aliados à falta de preocupação com o meio ambiente. Esta situação distópica a transformou numa ativista hacker. O problema é que, enquanto mantém suas atividades secretas, a jovem muçulmana também guarda um segredo que desconhece: poderes latentes, derivados de uma fonte antiga e mística.

Ashe vai se juntar ao elenco fixo de “Legends of Tomorrow”, que ainda conta com Caity Lotz (Sarah Lance/Canário Branco), Brandon Routh (Ray Palmer/Elektron), Victor Garber (Dr. Martin Stein), Franz Drameh (Jefferson Jackson/Nuclear), Dominic Purcell (Mick Rory/Onda Térmica), Nick Zano (Nate Heywood/Cidadão Gládio), Maisie Richardson-Sellers (Amaya Jiwe/Vixen), Arthur Darvill (Rip Hunter) e Amy Pemberton (voz de Gideon).

A 3ª temporada de “Legends of Tomorrow” estreia em 3 de outubro nos Estados Unidos. No Brasil, a série é exibida pelo canal pago Warner.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna