Exibição de Festa da Salsicha na HBO Brasil vira “causa” de gente desinformada

Exibição de Festa da Salsicha na HBO Brasil vira “causa” de gente desinformada

 

A estreia da animação adulta “Festa da Salsicha” no canal pago HBO causou uma confusão enorme na cabeça dos pais brasileiros que ainda não dominam as teclas do controle remoto de seus serviços de TV por assinatura. E por causa dessa dificuldade, até a assessoria da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul decidiu se manifestar sobre o assunto.

Por incrível que pareça, a inabilidade dos pais com o remoto foi discutida por membros do Nudeca (Núcleo Institucional de Promoção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente), que resolveu avaliar o conteúdo e a legislação respectiva. “O assunto foi proposto em uma reunião de membros da rede e as coordenadoras do Núcleo vão analisar o que pode ser feito”, informou a assessoria.

Melhor tratar “o assunto” com o deboche que ele merece do que levar a sério a repercussão das redes sociais, em que pais sem noção confundiram a HBO com o Cartoon Network. Afinal, não é porque seu programa mais popular tem dragões que a HBO é um canal infantil. Aliás, senhores pais, o programa que tem dragões também tem cenas de nudez e sexo. E reprisa à tarde, caso não tenham reparado.

Mas a brincadeira é divertida. Especialmente graças à humorista involuntária e candidata a vereadora joseense Letícia Aguiar, que se descreve como “de direita, conservadora, pró vida, família e amiga da polícia” e ilustra seu perfil do Facebook com fotos de Jair Bolsonaro. Ela levou o caso ao limite da caricatura, ao gravar um vídeo onde critica a HBO com o seguinte argumento: “Se não é destinado à crianças, porque então é uma animação infantil?”.

Por que, hein? Por que Letícia Aguiar acredita que “Festa da Salsicha” é uma animação infantil? Todos os materiais de marketing do longa-metragem, incluindo cartazes e o trailer, ressaltam que o conteúdo da produção é adulto. A dublagem, inclusive, foi feita pelo coletivo da internet Porta dos Fundos, cujo nome já é uma indicação de suas piadas de duplo sentido.

A exibição também foi precedida por aviso de classificação etária. E como a HBO não é o Cartoon Network, oferece opções de senha para os pais. Sim, os serviços fornecidos pelas operadoras de TV paga incluem opções de controle etário para os pais, que podem bloquear por meio de senhas os canais para maiores. Algumas operadoras inclusive bloqueiam automaticamente determinados programas, até que os responsáveis insiram as senhas.

Tudo isso é feito com o controle remoto.

E não com “política”.

Afinal, adultos também tem direito de ver desenhos animados. E desenhos adultos são produzidos há mais de – olha como é novidade – 100 anos. Mas isso é cultura.

Enfim, trata-se de mais um caso de quem não lê instruções, não busca se informar e termina votando em quem vota. Ou pedindo voto, com a garantia de ser perfeitamente incapaz de usar um controle remoto sem dar um escândalo e reclamar do baixo “nível intelectual”. Sério, mas muito muito engraçado. Veja abaixo.

A propósito, tudo isso parece ter começado com um texto de colunista de TV do UOL, ao reclamar que o “desenho pornográfico” estava passando à tarde, mesmo argumento da bolsonarista. As pessoas mais velhas parecem ter mesmo maiores dificuldades de lidar com tecnologia – mesmo sendo uma tecnologia com botões…

De todo modo, a incompetência com o remoto foi tanta que a própria HBO tomou a iniciativa de restringir o desenho para o horário noturno, após às 22 horas. Afinal, o bom senso ensina que é preferível manter à distância a turba que brande forcados e tochas contra tudo o que não quer nem consegue entender. Leia aqui a crítica do filme para saber do que realmente se trata.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna