Warner lista a si mesma como site pirata

Warner lista a si mesma como site pirata

 

O estúdio Warner Bros surtou em sua caça à pirataria online. O site Torrent Freak encontrou uma lista de endereços, apresentada pela Vobile (empresa caça-piratas) em nome da produtora, que inclui serviços legítimos de streaming e até a própria Warner Bros. como piratas. A lista foi publicada no site da Lumen, que agrega pedidos de retirada de conteúdos online, e encaminhada ao Google para que os sites sejam removidos do serviço de buscas.

Além de querer que o Google bloqueie o endereço warnerbrothers.com — oficial do estúdio — , a Warner aponta como piratas os sites que ela própria criou para seus filmes, como “Matrix” e “Batman: O Cavaleiro das Trevas”, além das plataformas da Amazon e do canal pago europeu Sky, que pagam direitos autorais aos estúdios.

Até mesmo links do IMDb — Internet Movie Database —, que trazem apenas informações sobre filmes, como sinopse e elenco, aparecem na lista por suposta infração de direitos autorais.

Segundo o Google, a Vobile, empresa contratada pela Warner para esse serviço, já pediu que mais 13 milhões de links fossem retirados de seu índice de pesquisas.

Comente

Wilson Vianna é jornalista, fã de séries e filmes, mas se diverte mesmo com celebridades que se levam à sério.