O Regresso é o grande vencedor do BAFTA, o Oscar britânico

 

O filme “O Regresso”, de Alejandro González Iñárritu, foi o grande vencedor do BAFTA Awards 2016, premiação da Academia Britânica de Cinema, equivalente ao Oscar no Reino Unido. Foram, ao todo, cinco prêmios conquistados na cerimônia que aconteceu na noite de domingo (14/2) em Londres: Melhor Filme, Direção, Ator (Leonardo DiCaprio), Fotografia (Emmanuel Lubezki) e Som.

“Mad Max: A Estrada da Fúria”, de George Miller, foi o segundo longa mais premiado, com quatro vitórias em categorias mais técnicas: Edição, Design de Produção, Figurino e Maquiagem. E não houve nenhuma outra unanimidade.

Assim, os demais troféus pulverizaram sete filmes diferentes.

A maior parte da premiação ecoou tendências dos sindicatos de Hollywood, como as vitórias dos roteiristas de “Spotlight” e “A Grande Aposta”, premiados horas antes no WGA Awards. Alejandro Iñarritu também venceu o DGA Awards, enquanto DiCaprio e Brie Larson (premiada por “O Quarto de Jack”) tinham comemorado o SAG Awards. As diferenças ficaram por conta dos coadjuvantes. Os ingleses Mark Rylance (por “Ponte dos Espiões”) e Kate Winslet (por “Steve Jobs”) superaram os candidatos americanos.

A cerimônia do BAFTA ainda rendeu um troféu para “Brooklyn” como Melhor Filme Britânico do ano, além de premiar o documentário “Amy”, sobre a cantora Amy Winehouse, a animação “Divertida Mente” e, entre os estrangeiros, o filme argentino “Relatos Selvagens”.

VENCEDORES DOS BAFTA AWARDS 2016

Melhor Filme
O Regresso

Melhor Direção
Alejandro González Iñárritu – O Regresso

Melhor Ator
Leonardo Dicaprio – O Regresso

Melhor Atriz
Brie Larson – O Quarto de Jack

Melhor Ator Coadjuvante
Mark Rylance – Ponte dos Espiões

Melhor Atriz Coadjuvante
Kate Winslet – Steve Jobs

Melhor Roteiro Original
Tom Mccarthy e Josh Singer – Spotlight

Melhor Roteiro Adaptado
Adam McKay e Charles Randolph – A Grande Aposta

Melhor Fotografia
Emmanuel Lubezki – O Regresso

Melhor Animação
Divertida Mente

Melhor Documentário
Amy

Melhor Filme em Língua Estrangeira
Relatos Selvagens (Argentina)

Melhor Filme Britânico
Brooklyn

Melhor Trilha Sonora Original
Ennio Morricone – Os Oito Odiados

Melhor Edição
Margaret Sixel – Mad Max: Estrada da Fúria

Melhor Design de Produção
Colin Gibson e Lisa Thompson – Mad Max: Estrada da Fúria

Melhor Figurino
Jenny Beavan – Mad Max: Estrada da Fúria

Melhor Maquiagem
Lesley Vanderwalt e Damian Martin – Mad Max: Estrada da Fúria

Melhores Efeitos Visuais
Chris Corbould, Roger Guyett, Paul Kavanagh e Neal Scanlan – Star Wars: O Despertar da Força

Melhor Som
Lon Bender, Chris Duesterdiek, Martin Hernandez, Frank A. Montaño, Jon Taylor e Randy Thom – O Regresso

Melhor Estreia de Cineasta Britânico
Naji Abu Nowar – Theeb

Melhor Ator em Ascensão (votado pelo público)
John Boyega – Star Wars: O Despertar da Força

Melhor Curta Britânico
Operator

Melhor Curta Animado Britânico
Edmond

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna