Fuller House: Continuação da série Três É Demais ganha seu primeiro trailer

Fuller House: Continuação da série Três É Demais ganha seu primeiro trailer

 

O serviço de streaming Netflix divulgou o trailer oficial legendado de “Fuller House”, série que vai continuar a história da clássica “Três é Demais” (Full House). A prévia destaca o clima de reencontro da produção, com muitos abraços e sorrisos compartilhados entre os integrantes do elenco, que se conhecem há praticamente três décadas. Uma das cenas, por sinal, traz John Stamos celebrando o fato de que todos ainda estão bonitões. Além disso, há uma explicação da premissa da nova produção e até uma piada com a única personagem ausente do reencontro, Michelle, vivida pelas gêmeas Ashley e Mary-Kate Olsen nos anos 1980.

A série de 1987 acompanhava um pai (Bob Saget) que tinha que criar as três filhas (vividas por Candace Cameron Bure, Jodie Sweetin e as gêmeas Olsen em um papel compartilhado) com a ajuda de dois solteirões (John Stamos e Dave Coulier). Fez tanto sucesso que durou oito temporadas na rede ABC e incontáveis reprises nas madrugadas da TV aberta brasileira.

Na continuação, uma das filhas originais, D.J., passará por uma situação similar à vivida por seu pai. Viúva recente, mãe de dois filhos – de 12 e 7 anos de idade – e grávida do terceiro, ela contará com o apoio de sua família para dar conta do recado. A personagem volta a ser vivida pela mesma atriz, Candace Cameron Bure, que tinha 10 anos de idade quando a série começou em 1987 e comemorou 18 ao final da atração, em 1995.

O trio principal, desta vez, inclui ainda sua irmã roqueira Stephanie Tanner (Jodie Sweetin) e sua melhor amiga Kimmy (Andrea Barber), que agora também tem uma filha adolescente. Desta vez, são as três que morarão juntas no velho cenário do sitcom, com seus respectivos filhos. Mas a atração também trará de volta Bob Saget como o pai de D.J., que continua amigo dos personagens de Dave Coulier e John Stamos. Além deles, Lori Loughlin voltará a interpretar a Tia Becky, esposa de Jesse (John Stamos). No final da série, ela deu luz a gêmeos, que aparecerão na trama. Apenas as gêmeas Olsen optaram por não participar do projeto, afirmando que desistiram de atuar e hoje direcionam suas carreiras para o universo da moda – onde são muito bem-sucedidas, por sinal.

O revival tem produção de John Stamos, que divide a responsabilidade com Jeff Franklin, criador da série clássica, e Robert L. Boyett, produtor original de “Três É Demais”. A estreia acontece no Netflix em 26 de fevereiro.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna